Empreendimento da Raposo Tavares - Foto: CDHUpor Sylvio Micelli / FESPESP (*)

As unidades estão localizadas em São Miguel Paulista e Raposo Tavares na Capital, além de Cotia e Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo; inscrições devem ser feitas apenas pela Internet até 12 de fevereiro

Desde o mês passado, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) está com inscrições abertas para servidores públicos estaduais participarem da seleção pública que sorteará 162 apartamentos no bairro São Miguel Paulista, na zona leste da Capital, e 420 no distrito Raposo Tavares, na zona oeste. Há, ainda, 300 vagas para Cotia e 360 apartamentos para a cidade de Itaquaquecetuba, no extremo leste da Grande São Paulo. Os candidatos devem se inscrever até o dia 12 de fevereiro de 2010 pelo site http://www.cdhu.sp.gov.br .

Podem participar do processo de seleção servidores lotados nos municípios da Região Metropolitana de São Paulo, incluindo a Capital. A data do sorteio eletrônico dos imóveis, com auditoria independente, será divulgada no site da CDHU.

A prioridade no atendimento será para quem trabalha nas regiões mais próximas aos empreendimentos. Assim, os servidores públicos que atuam em órgãos situados nos distritos Jardim Helena, Vila Jacuí e São Miguel Paulista terão prioridade para o empreendimento em São Miguel Paulista. No caso do empreendimento em Raposo Tavares, a preferência será para quem trabalha nos distritos do Butantã, Raposo Tavares, Rio Pequeno, Morumbi e Vila Sônia.

Nos dois municípios da Grande São Paulo podem participar do processo de seleção os servidores públicos estaduais e municipais ativos que trabalham nas respectivas cidades. Do total das unidades, 7% foram reservadas a servidores que morem com familiar portador de necessidades especiais.

A convocação será feita pela ordem de classificação. Na ocasião, será verificado se o servidor cumpre as condições estabelecidas pelo edital. O financiamento do imóvel também será condicionado à aprovação da documentação do beneficiário.

O funcionário público deverá comprovar renda familiar entre R$ 1.950 e R$ 4.650, não possuir imóvel ou financiamento habitacional e não ter recebido atendimento habitacional da CDHU ou de outro agente promotor.

O valor de cada apartamento é de R$ 83 mil. O prazo de amortização será de até 360 meses. Conforme a renda familiar, os juros variarão entre 5 e 8,16 %. O servidor poderá utilizar recursos do seu FGTS e da poupança para abater do valor do financiamento ou financiar 100% do imóvel.

Os empreendimentos fazem parte do Programa Habitacional de Integração (PHAI), desenvolvido pela Secretaria Estadual da Habitação, por meio da CDHU, em parceria com a Secretaria Estadual da Gestão Pública. A proposta do programa é aproximar a moradia do local de trabalho dos servidores. Em dezembro último, a Companhia sorteou 376 apartamentos no Bairro do Ipiranga, zona sul da Capital.

(*) Com informações e foto da CDHU