Uma vitória beeeeeeeeeeeem corinthiana


Os melhores lances do primeiro tempo

A grande defesa de Julio Cesar no último minuto

O gol de Alessandro


Ouça a narração de José Silvério com reportagens de Alexandre Praetzel
(Grupo Bandeirantes de Rádio)

Alessandro (82′)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

De um lado, a respeitável Sociedade Esportiva Palmeiras e seu clássico uniforme verde, sem invenções. Equipe líder do campeonato, time bem azeitado, mesmo com a ausência do atacante Valdívia. Gozando merecida paz, o time veio a campo com um tranquilo Luiz Felipe Scolari, em busca da sexta vitória consecutiva, o que faria o Palmeiras disparar no Campeonato Paulista rumo à classificação para as etapas seguintes da disputa.

De outro lado, o despedaçado Sport Club Corinthians Paulista de camisas brancas, sinalizando uma paz ausente. Distante no campeonato, a equipe desclassificada na Libertadores pelo Deportes Tolima e com a autoestima em baixa, catou seus cacos e veio a campo com os desfalques de Ronaldo, Roberto Carlos e Dentinho e o técnico Tite com um incomensurável peso às costas. Empatar, reconhecidamente, seria uma “goleada”.

O jogo começa e o Corinthians se lance ao ataque, mas sem bem saber porquê. Com Ramirez, Jorge Henrique e Edno, sem treinar, mas com uma garra não demonstrada na Libertadores, a equipe pressiona e quase marca aos quatro minutos com Jucilei que tentou encobrir o já lendário goleiro Marcos, sem sucesso.

A partir daí, o Palmeiras foi equilibrando o duelo e demonstrando sua superioridade técnica.

Mas do outro lado, havia um cara predestinado e que há muito tempo vem demonstrando um grande futebol e que a mídia já começa a chamar de “Imperador do Parque”. O goleiro Julio Cesar, que para mim foi o melhor goleiro do Brasileirão 2010 (sem fanatismos), começou a fechar o gol já no primeiro tempo. Cabeçada de Kléber, mergulho de Julio Cesar; chute de Maurício Ramos, defesa dele e depois o zagueiro perde o gol de forma inacreditável; Kleber corta Alessandro e chuta… Julio Cesar defende com o pé.

E assim termina o primeiro tempo com os nervos à flor da pele.

A etapa final começa e o Palmeiras quer resolver. Precisa deixar seu principal rival à mingua. Marcos Assunção bate falta e Julio Cesar espalma. Dinei chuta de longe o goleiro do Corinthians espalma (com os olhos)…

O tempo vai passando e estava tão na cara que o Palmeiras venceria… Mas o futebol tem dessas coisas que outros esportes não tem.

Numa jogada rápida, Alessandro que passou o tempo inteiro discutindo e sendo driblado por Kléber arranca no meio de campo, faz tabela com Morais, que havia acabado de entrar, e frente a frente com Marcos, não perdoa.

Foi comemorar provocando a torcida rival, atitude que considero lamentável.

Dos 37 minutos do segundo tempo até os 48, os minutos se eternizavam.

Mas era tarde do Imperador Julio Cesar, que ainda faria duas defesas em chutes de Kléber, sendo a última delas um verdadeiro milagre: chute de frente, cabeçada de Patrik na trave, a bola bate nas costas de Chicão e volta para as mãos que salvaram a Nação alvinegra. Julio atribuiu às “mãos de Deus”. Amém!

Fim de jogo. E o Corinthians escreve mais uma daquelas páginas epopeicas da sua história.

Mas o time continua um lixo.

Mas ganhar deles continua lindo.

O destaque do jogo, já escrevi.

Renda e público fracos para um Palmeiras e Corinthians.

Quarta-feira, o Ituano aqui e no domingo, o Paulista em Jundiaí são os próximos jogos. Mas o time (?) precisa melhorar muito!


SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS 0 X 1 SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

Estádio Paulo Machado de Carvalho, Pacaembu,
São Paulo (SP)
Árbitro: Antonio Rogério Batista do Prado
Assist
entes: Rafael Ferreira da Silva e Maiza Teles Paiva
Assistentes adicionais: Luiz Flavio de Oliveira e
Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Público: 23.714 pagantes
Renda: R$ 678.111,00

Gol: Alessandro [C] (82′)
Cartões amarelos: Tinga, Luan e Patrik [P]; Leandro Castán e Alessandro [C]

PALMEIRAS: Marcos; Cicinho, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Rivaldo (Max Santos); Marcos Assunção, Márcio Araújo, Tinga (Adriano) e Luan; Kleber e Dinei (Patrik)
Técnico:
Luiz Felipe Scolari

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos (Marcelo Oliveira); Ralf, Jucilei, Danilo e Cachito Ramírez (Morais); Jorge Henrique e Edno (Willian)
Técnico:
Tite

Ficha Técnica by Gazeta Esportiva.Net

You may also like...

1 Response

  1. 7 de fevereiro de 2011

    […] This post was mentioned on Twitter by Sylvio Micelli, Sylvio Micelli. Sylvio Micelli said: Uma vitória beeeeeeeeeeeem corinthiana | [Sylvio Micelli] http://t.co/ucD8XVz via @micelli #Corinthians […]

    Like or Dislike: Thumb up 0 Thumb down 0

Deixe uma resposta

6 visitantes online agora
0 visitantes, 6 bots, 0 membros
Máx. de visitantes hoje: 13 às 09:33 am BRST
Este mês: 26 às 10-06-2017 06:47 am BRT
Este ano: 31 às 03-30-2017 10:25 am BRT
No total: 111 às 03-18-2011 02:35 am BRT