Corinthians e Ponte: uma derrota na “hora certa”

Ouça a narração de José Silvério com reportagens de Alexandre Praetzel
(Grupo Bandeirantes de Rádio)

Éverton Santos (57′)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

Vou iniciar este post com um dos maiores e mais horríveis chavões da crônica esportiva nacional, mas não me resta muita alternativa. A primeira derrota do Corinthians no Campeonato Paulista 2011, diante da Ponte Preta na última rodada, foi aquela na “hora certa”. É óbvio que não existe a tal da hora certa de perder e que todos nós – corinthianos ou os outros – desejaríamos que nossos times vencessem todos os campeonatos de forma invicta. Mas a derrota diante da gloriosa Macaca, faz acender um sinal de alerta, num momento importante, não só do Campeonato Paulista, mas de todo o ano que temos pela frente.

O partida foi ruim. O Corinthians, em que pese o maior volume de jogo, ficou envolvido pela marcação do time campineiro e finalizava de forma equivocada. A Ponte Preta veio jogar na retranca e esperava erros de marcação do Timão. Com um ótimo time, a Macaca era rápida nos contra-ataques.

No primeiro tempo, logo aos oito minutos, Paulinho toca para Liedson, que devolve de calcanhar. Paulinho bate cruzado, e a bola vai para fora. Ainda na fase inicial, em duas boas jogadas de Morais, conclusões de Liédson e Dentinho são desviadas pela zaga pontepretana. E mais nada.

Logo no início do segundo tempo, um susto. Alessandro tenta cortar um cruzamento da Ponte e carimba a própria trave. Aos 12 minutos, o gol adversário. Numa jogada isolada, o ex-corinthiano Éverton Santos avança pelo meio e chuta de fora da área. Interessante que ele tinha a marcação de três jogadores, “cantou” o que ía fazer e fez. A bola passou por baixo de Julio Cesar, que claramente falhou no lance.

Com 1 a 0 a favor, a Ponte Preta reforçou a marcação. Sem inspiração, o ataque do Corinthians não criava e vinha no abafa para tentar resolver, sem sucesso. No último lance do jogo, a bola é cruzada na área, Leandro Castan ajeita de cabeça e Dentinho, também de cabeça, manda no travessão. O correto ali, seria cabecear a bola para o chão, mas… Fim de papo.

E assim como em 2010 a Ponte Preta, mais uma vez, tira a invencibilidade do Corinthians…

A tal da derrota na hora certa, acontece num momento em que o time ainda pode perder, sem comprometer a disputa do Paulista. Mas aponta à diretoria corinthiana que há necessidade de contratar jogadores para a disputa do Campeonato Brasileiro que, desde já, deve ser o foco do time, caso desejar voltar à Libertadores da América em 2012. O time que aí está, mesmo não sendo ruim, traz problemas na zaga, no meio e no ataque e que precisam ser sanados. O Corinthians precisa de um zagueiro, de um volante que saiba atacar e de um centroavante para compor o elenco. Como todo sabemos, o Brasileirão é um enduro, longo e cansativo, e no decorrer da campanha, o Corinthians precisará de peças de reposição que hoje não tem.

Sinceramente, não penso em grandes nomes, cujo binômio custo-benefício pode ser complicado. O Corinthians precisa apostar em jogadores da base e em atletas que estejam à disposição aí pelos clubes, mas sem custo elevado. Se a ordem for repatriar ex-atletas, como aconteceu com Liédson, Cristian e André Santos, jogam no time hoje… fácil.

Enfim, o Sport Club Corinthians Paulista – o mais amado e mais odiado clube do futebol brasileiro volta à campo no domingo, fora de casa, contra o perigoso Mirassol.


SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA 0 X 1 ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA PONTE PRETA

Estádio Paulo Machado de Carvalho,
Pacaembu,
São Paulo (SP)
Árbitro: Philippe Lombard
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e
Marco Antonio de Andrade Motta Júnior

Assistentes adicionais: Marcelo Rogério e
Norberto Luciano Santos da Silveira

Público: 12.126 pagantes / 13.071 torcedores
Renda: R$ 354.996,50

Gol: Everton Santos [P] (57′)
Cartões amarelos: Fábio Santos e Luís Ramírez [C];
Ricardinho, Ferron, Leandro Silva e Mancuso [P]

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro (Willian), Wallace, Leandro Castán e Fábio Santos (Luis Ramírez); Ralf, Paulinho, Morais (Edno) e Bruno César; Dentinho e Liédson
Técnico: Tite

PONTE PRETA: Bruno; Guilherme, Ferron, Leandro Silva e João Paulo; Mancuso (Gerson), Josimar, Gil e Ricardinho (Tiago Luís); Éverton Santos e Márcio Diogo (Válber)
Técnico: Gilson Kleina

Ficha Técnica by Gazeta Esportiva.Net

You may also like...

Deixe uma resposta

3 visitantes online agora
0 visitantes, 3 bots, 0 membros
Máx. de visitantes hoje: 10 às 04:20 am BRT
Este mês: 23 às 04-09-2018 06:03 am BRT
Este ano: 29 às 03-29-2018 05:20 am BRT
No total: 111 às 03-18-2011 02:35 am BRT