Timão jogou mal. Mas o suficiente para virar líder

por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

Nem sempre dá para dar espetáculo. Depois da goleada imposta ao então líder da competição (São Paulo), o alvinegro mais amado era favoritíssimo em Salvador, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

Entretanto, com muitas dificuldades, o Sport Club Corinthians Paulista venceu o Esporte Clube Bahia pelo placar mínimo. Considerando-se o jogo difícil, o fator de jogar fora de casa e os três pontos, foi uma vitória muito importante e que, aliado ao fato de mais uma derrota sãopaulina, levou o Timão à liderança do “endurão” com um jogo a menos (adiado contra o Santos).


O jogo

Jogando em casa, no simpático Estádio de Pituaçu, o Bahia, de volta à elite do futebol após oito anos, foi com tudo para o ataque. Antes dos dez minutos, bons lances com Júnior e Jancarlos foram para a linha de fundo. Em seguida, Ralf e Jorge Henrique também tiveram boas oportunidades e equilibraram a disputa.

Aos 12 minutos, pênalti para o Corinthians. Liédson recuperou uma bola no ataque, apertando a defesa adversária e fez jogada com Jorge Henrique recebendo de volta. Em seguida, foi derrubado pelo goleiro Marcelo Lomba.

O capitão Chicão bateu no meio do gol, com tranquilidade, apenas para desviar de Marcelo Lomba e marcar o único gol da partida.

A equipe da casa sentiu, inicialmente, o gol. Aos 18 minutos, Edenílson, que entrou no lugar de Paulinho (suspenso pelo terceiro cartão) recebeu a bola na área pela direita, cortou para o meio e chutou rasteiro para a defesa do goleiro.

A partir da metade do primeiro tempo, o Bahia retomou a pressão inicial com falta batida por Ricardinho e cabeçadas de Gabriel e Paulo Miranda. E a etapa inicial terminou sendo bem disputada e movimentada com vantagem corinthiana.

O Timão começou o segundo tempo pressionando para ampliar o marcador. Liédson aos cinco, num chute de fora da área e Willian, no minuto seguinte, de voleio quase marcaram o segundo gol.

A partir daí, o Bahia foi superior até o final do jogo e apareceu a estrela do goleiro Julio Cesar que fez ao menos quatro defesas muito importantes em cabeçada de Gabriel e, principalmente nas faltas bem cobradas por Marcone e Marcos.

O jogador Fahel, em impedimento bem marcado pela arbitragem, chegou a empatar o jogo aos 35 minutos do segundo tempo, mas o gol foi anulado.

O tricolor baiano permaneceu atacando até o fim, mas não houve jeito. Corinthians 1, Bahia 0. Timão líder do campeonato.

Pela oitava rodada, o Timão enfrenta o Vasco, campeão da Copa do Brasil, no Pacaembu.


Para entender a regra

Uma coisa que enche o saco do corinthiano, apesar de estarmos acostumados, são os adversários sempre afirmam que somos beneficiados pela arbitragem. Recomendo ler as regras do futebol. São apenas 17. Foi pênalti em Liédson porque Marcelo Lomba puxou o pé do atacante corinthiano. Não precisa matar alguém dentro da área para a falta penal.

Também estava impedido Fahel no gol anulado que empataria a partida. Não só ele. Mais dois jogadores estavam impedidos. E nem precisava de câmera para ver.


Notas do Micelli

1 Julio Cesar - O melhor em campo e responsável direto pela vitória e liderança da equipe. Fez ao menos quatro defesas difíceis. Nota 9

18 Welder - Sem o mesmo brilho de outras partidas, mas não comprometeu. Nota 6
3 Chicão - Muito feliz na cobrança do pênalti foi um marcador exemplar na correria do Bahia. Nota 7
4 Leandro Castan - Segurou bem a pressão baiana. Nota 7
6 Fábio Santos - Tentou avançar pelo seu lado, mas sem muito êxito. Também muito firme na marcação. Nota 7

5 Ralf - Não conseguiu apoiar, mas também auxiliou muito na marcação. Nota 7
21 Edenílson - Sem ritmo de jogo e substituindo Paulinho mostrou muita força de vontade. Nota 7
20 Danilo - Não teve o mesmo brilho do jogo anterior. Pouco conseguiu em termos de criação. Nota 6
S12 Alex – Em sua estreia pelo Corinthians, pouco mostrou e acabou tendo de auxiliar na marcação. Nota 7

23 Jorge Henrique - O melhor no ataque e na criação. Nota 7
7 Willian - Bem marcado, não mostrou a mesma qualidade de jogos anteriores. Pouca movimentação. Nota 6
S11 Emerson - Tentou ser o criativo no pouco que jogou, sem sucesso. Nota 6
9 Liedson - Batalhou o lance que originou o pênalti e tentou um outro chute no segundo tempo. Muito bem marcado. Nota 7
S15 Moradei - Pouco tempo. Sem nota.


ESPORTE CLUBE BAHIA 0 X 1 SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

Local: Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 29 de junho de 2011 (quarta)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-DF)
Assistentes: Carlos Emanuel Manzolillo e Cesar Augusto de Oliveira Vaz (ambos do DF)
Público e Renda: não divulgados

Gol: Chicão [C] (13′ – pen)
Cartões amarelos: Jancarlos, Nikão [B]; Ralf, Danilo [C]

BAHIA: Marcelo Lomba; Jancarlos (Marcos), Danny Morais, Paulo Miranda e Ávine (Maranhão); Fahel, Marcone, Diones e Ricardinho (Nikão); Gabriel e Júnior
Técnico: René Simões

CORINTHIANS: Julio Cesar; Welder, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Edenílson e Danilo (Alex); Willian (Emerson), Jorge Henrique e Liedson (Moradei)
Técnico: Tite

Ficha Técnica by Gazeta Esportiva.Net

Colocação: 1ª posição com 16 pontos (*)
Campanha: 6 J – 5 V – 1 E – 0 D – 13 GF – 3 GC – 10 SG
Artilheiros: Liédson (4 gols); Willian (3 gols); Danilo e Chicão (2 gols cada); Jorge Henrique e Paulinho (1 gol cada)

(*) Devido ao adiamento do jogo Santos X Corinthians pela 5ª rodada, a equipe tem um jogo a menos que os demais adversários.
___________________________________________________________________________________

Este e outros textos você encontra no Blog do Sylvio Micelli.
Vote no Micelli para o prêmio Top Blog 2011! Obrigado!

You may also like...

Deixe uma resposta

5 visitantes online agora
0 visitantes, 5 bots, 0 membros
Máx. de visitantes hoje: 9 às 02:52 am BRST
Este mês: 26 às 10-06-2017 06:47 am BRT
Este ano: 31 às 03-30-2017 10:25 am BRT
No total: 111 às 03-18-2011 02:35 am BRT