Category: Funcionalismo

E a greve? Continua! 1

E a greve? Continua!

por Sylvio Micelli / ASSETJ

107 dias de greve!

Os Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo deliberaram, de forma unânime, a continuar a greve iniciada em 28 de abril. A decisão foi tomada na noite desta quarta-feira (11), na Praça João Mendes, depois de quase sete horas de uma Assembleia Geral que foi interrompida para que houvesse uma reunião de negociação entre os representantes de Entidades e o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

Já passava das sete da noite quando os representantes retornaram. Sem nenhuma proposta concreta do TJ-SP, a greve continua. Nova Assembleia Geral está marcada para a próxima quarta-feira, dia 18 de agosto, às 14 horas na Praça João Mendes.

O presidente da Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (Assetj), José Gozze, visivelmente irritado, subiu ao caminhão e antes mesmo de dar informes sobre a reunião já bradou que “a greve vai continuar”. Em seguida, fez um relato de toda a reunião que começou por volta das 11 horas.

As discussões giraram em torno das verbas orçamentárias. O TJ paulista alega que precisa de suplementação de verba do estado para cumprir ao menos, a reposição salarial do ano de 2010, num percentual de 4,77%, que não é aceito pelos Servidores que pleiteam 20,16%. Estas verbas seriam de R$ 156 milhões. As Entidades representativas de Servidores do Judiciário provaram, por meio de estudos orçamentários, que há recursos para a reposição salarial imediata e estranharam o porquê do TJ paulista afirmar que precisaria de uma suplementação nesse montante, sendo que pouco mais de um terço deste valor – R$ 60 milhões – já seria suficiente para a reposição. Assim, segundo opina Gozze, “ficou duvidoso o Tribunal ter errado os cálculos em mais de 100 milhões e qual seria a destinação desses recursos”.

Gozze informou que o TJ-SP disse, inicialmente, que nada poderia oferecer porque não conseguiu ainda marcar uma reunião com o governador Alberto Goldman. O presidente da Assetj ironizou: “Desse jeito que o Tribunal está fazendo nunca vai ter reunião com o governador do Estado”. E prosseguiu: “nós estamos tratando com um presidente incompetente”. Ele relatou à praça, que os cálculos feitos pelas entidades foram considerados corretos pelos próprios técnicos do TJ e pela comissão orçamentária. Foi alegado, então, que os cálculos passados ao desembargador Antonio Carlos Viana Santos, presidente do Tribunal, estavam errados. E Gozze questionou: “estavam errados ou foram propositadamente errados para que houvesse mais recursos, sabe-se lá para quê finalidade?” O impasse permanece e a greve continua.

Além da continuidade da greve e de nova assembleia, a categoria deliberou pela elaboração de uma nova denúncia ao Conselho Nacional de Justiça denunciando essa atitude tomada pelo TJ-SP. O documento será anexo ao PP – Pedido de Providências n°0003355-96.2010.2.00.0000, interposto pela Assojuris, em conjunto com as demais entidades, em relação à Greve de 2010.

O início

A Assembleia Geral, a décima-sexta desde o início da greve, teve início às 14 horas. Houve manifestações diversas de representantes de comarcas e prédios, além de parlamentares que foram dar apoio ao movimento. Foi o recorde de presença de deputados. Manifestaram-se os deputados federais Fernando Chiarelli (PDT-SP) e Ivan Valente (PSOL-SP). Falaram os deputados estaduais Major Olímpio Gomes (PDT-SP), Carlos Giannazi (PSOL), Ana Perugini e Maria Lúcia Prandi, ambas do PT. O candidato à presidência da República pelo PSOL, Plínio de Arruda Sampaio, também esteve no ato.

Antes da reunião final, que aconteceu por volta das 18 horas, os representantes das Entidades de Servidores estiveram reunidos, desde o final da manhã, com os desembargadores Willian Campos e Samuel Alves de Melo Júnior, na tentativa de que o TJ paulista apresentasse uma proposta real para a categoria deliberar sobre a continuidade ou não do movimento.

Além de um índice de reposição salarial, também foi negociada a extinção das punições impostas aos grevistas, bem como a devolução de todos os descontos já efetuados.

Os trabalhos da reunião foram suspensos por volta das 16 horas e retomados duas horas depois para que o TJ-SP fizesse cálculos de acordo com as ponderações feitas pelos representantes.

A Assembleia Geral da categoria, também foi suspensa e foi retomada após às 19 horas. Mesmo com o frio da noite paulistana, mais de 2 mil servidores permaneceram até o final, para deliberar sobre a continuidade da greve, que atinge na próxima Assembleia Geral, 113 dias.

AGENDE-SE

18 DE AGOSTO – 113º DA GREVE – QUARTA-FEIRA – 14 HORAS – DÉCIMA-SÉTIMA ASSEMBLEIA GERAL ESTADUAL NA PRAÇA JOÃO MENDES

GREVE: Assembleia Geral está suspensa aguardando proposta do TJ-SP 1

GREVE: Assembleia Geral está suspensa aguardando proposta do TJ-SP

por Sylvio Micelli / ASSETJ

Acontece, desde o início desta tarde, mais uma Assembleia Geral dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, que estão em greve há 106 dias.

Os representantes das Entidades de Servidores estavam reunidos, desde o final da manhã, com os desembargadores William Campos e Samuel Alves de Melo Júnior, na tentativa de que o TJ paulista apresente uma proposta real para a categoria deliberar sobre a continuidade ou não do movimento.

Além de um índice de reposição salarial, também está sendo negociada a extinção das punições impostas aos grevistas, bem como a devolução de todos os descontos já efetuados.

Os trabalhos da reunião foram suspensos e serão retomadas, com a presença das Entidades de Servidores, às 17:30 horas.

Assembleia Geral

A Assembleia Geral da categoria, também está suspensa e deve ser retomada às 18 horas. Desde o início da tarde já houve manifestações diversas de representantes de comarcas e prédios, além de parlamentares que foram dar apoio ao movimento.

Por enquanto, não há deliberação sobre a continuidade ou não da greve.

Pedido de CPI do Judiciário chega à 22ª assinatura 1

Pedido de CPI do Judiciário chega à 22ª assinatura

por Sylvio Micelli / ASSETJ

José Bittencourt (PDT) é o mais novo parlamentar que assinou o requerimento do pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Judiciário. Com ele, o pedido chega a 22 assinaturas, restando dez para que a CPI seja instalada pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Bittencourt atua na região do Grande ABC e é o atual coordenador da Frente Parlamentar dos deputados estaduais em Defesa dos Servidores do Judiciário do Estado de São Paulo.

Dos 22 deputados que assinaram o pedido temos 15 do PT, os dois parlamentares do PSOL, dois do PDT, a parlamentar do PR e dois deputados do PSDB. Para instalar o pedido de CPI na Assembleia Legislativa são necessárias 32 assinaturas, o que equivale a um terço do parlamento.

Você, servidor, pode e deve ajudar. Numa época eleitoral como vivemos, este é o momento em que os parlamentares estão em suas bases eleitorais. Forme um grupo de servidores, visite o escritório regional e pressione. As eleições estão aí. E o voto é a única arma de que dispomos.

Confira a lista com os 94 deputados de São Paulo e suas bases eleitorais

Baixe a lista com o e-mail de todos os deputados

Parabéns aos 22 que já assinaram! Só faltam 10!

Adriano Diogo
Partido: PT
Área de Atuação: Diversas
Base Eleitoral: Capital
Contato: adiogo@al.sp.gov.br

Ana do Carmo
Partido: PT
Área de Atuação: Movimentos Populares
Base Eleitoral: Grande ABC (ABCDMRR)
Contato: anadocarmopt@al.sp.gov.br

Ana Perugini
Partido: PT
Área de Atuação: Assuntos Jurídicos
Base Eleitoral: Hortolândia e região
Contato: aperugini@al.sp.gov.br

Beth Sahão
Partido: PT
Área de Atuação: Agricultura e Pecuária, Criança e Adolescente, Gênero e Raça, Obras e Serviços Públicos, Social
Base Eleitoral: Catanduva, Novo Horizonte, São José do Rio Preto, Mirassol e região
Contato: bsahao@al.sp.gov.br

Carlinhos Almeida
Partido: PT
Área de Atuação: Diversas
Base Eleitoral: São José dos Campos e região do Vale do Paraíba
Contato: carlinhos@carlinhos.org

Carlos Giannazi (autor da proposta)
Partido: PSOL
Área de Atuação: Cidadania, Cultura, Educação, Funcionalismo Público
Base Eleitoral: Capital
Contato: carlosgiannazi@uol.com.br

Carlos Neder
Partido: PT
Área de Atuação: Agricultura Urbana, Ciência e Tecnologia, Direitos Humanos, Juventude, Participação e Controle Público
Base Eleitoral: Grande São Paulo, São Paulo
Contato: cneder@al.sp.gov.br

Fausto Figueira
Partido: PT
Área de Atuação: Cidadania, Meio-Ambiente, Saúde, Segurança Pública, Transportes
Base Eleitoral: Baixada Santista
Contato: fausto@faustofigueira.com.br

Hamilton Pereira
Partido: PT
Área de Atuação: Agricultura, Educação, Relações do Trabalho, Saúde, Segurança Pública
Base Eleitoral: Sorocaba e região
Contato: hpereira@al.sp.gov.br

José Bittencourt
Partido: PDT
Área de Atuação: Defesa dos Direitos do Consumidor, Justiça, Meio-Ambiente
Base Eleitoral: ABCDMRR, Grande São Paulo, Santo André
Contato: jbittencourt@al.sp.gov.br

José Cândido
Partido: PT
Área de Atuação: Religião, Sindicalismo
Base Eleitoral: Alto Tietê, Suzano
Contato: josecandido@al.sp.gov.br

José Zico Prado
Partido: PT
Área de Atuação: Agricultura, Movimentos Sociais, Sindical, Transportes
Base Eleitoral: Capital
Contato: jprado@al.sp.gov.br

Marcos Martins
Partido: PT
Área de Atuação: Administração de empresas, Bancários, Sindicalismo
Base Eleitoral: Osasco
Contato: mmartins@al.sp.gov.br

Maria Lúcia Prandi
Partido: PT
Área de Atuação: Agricultura, Criança e Adolescente, Meio-Ambiente, Pesca, Promoção Social
Base Eleitoral: Baixada Santista e Capital
Contato: mlprandi@al.sp.gov.br

Mauro Bragato
Partido: PSDB
Área de Atuação: Desenvolvimento Regional, Educação, Habitação, Saúde
Base Eleitoral: Presidente Prudente e região
Contato: mbragato@al.sp.gov.br

Olímpio Gomes
Partido: PDT
Área de Atuação: Assuntos Jurídicos, Comunicação, Educação Física, Segurança Pública
Base Eleitoral: Capital
Contato: molimpio@al.sp.gov.br

Patrícia Lima
Partido: PR
Área de Atuação: Assuntos Jurídicos
Base Eleitoral: Capital
Contato: patricialima@al.sp.gov.br

Pedro Tobias
Partido: PSDB
Área de Atuação: Saúde
Base Eleitoral: Bauru e região
Contato: ptobias@al.sp.gov.br

Raul Marcelo
Partido: PSOL
Área de Atuação: Direitos Humanos, Educação, Reforma Agrária
Base Eleitoral: Sorocaba
Contato: raul@raulmarcelo.com.br

Roberto Felício
Partido: PT
Área de Atuação: Educação, Funcionalismo Público
Base Eleitoral: Estado de São Paulo
Contato: rfelicio@al.sp.gov.br

Simão Pedro
Partido: PT
Área de Atuação: Educação, Habitação
Base Eleitoral: Capital e região de Mogi das Cruzes
Contato: spedro@al.sp.gov.br

Vanderlei Siraque
Partido: PT
Área de Atuação: Controle Social do Estado, Desenvolvimento, Educação, Juventude, Saúde, Segurança Pública, Terceira Idade
Base Eleitoral: Grande ABC
Contato: vsiraque@al.sp.gov.br

GREVE: Cadê a reunião entre Viana e Goldman? 1

GREVE: Cadê a reunião entre Viana e Goldman?

105 dias de greve

por Sylvio Micelli / ASSETJ

“Por enquanto não há nada agendado.” Esta foi a afirmação feita pela Assessoria de Imprensa do Governo do Estado de São Paulo à Diretoria de Imprensa da Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (Assetj), sobre uma possível reunião entre o presidente do TJ paulista, desembargador Antonio Carlos Viana Santos e o governador do Estado, Alberto Goldman.

A Assessoria confirmou que há um pedido feito junto à Secretaria da Casa Civil, desde a última sexta-feira, mas que não há nada na agenda do governador para esta terça (10) ou quarta (11) e que a agenda está fechada. O assessor que atendeu nossa reportagem acredita ser “muito difícil” que ocorra uma reunião até amanhã, quando ocorre mais uma Assembleia Estadual dos Servidores do Judiciário.

“Quando a agenda está fechada é muito difícil a inclusão de novos eventos”, afirmou o pessoal do Palácio dos Bandeirantes. Eles creditam a demora nesta reunião devido aos “trâmites burocráticos” que cercam o pedido de audiência.

A Assessoria não soube informar se esta reunião acontece ainda nesta semana.

É importante destacar que esta reunião, segundo ideia do grupo de parlamentares que se reuniu com o presidente do TJ-SP na semana passada, deveria acontecer antes de nossa Assembleia Geral marcada para esta quarta, dia 11 de agosto.

Greve: TJ-SP ainda não se reuniu com o Governo do Estado 1

Greve: TJ-SP ainda não se reuniu com o Governo do Estado

por Sylvio Micelli / ASSETJ

Ainda não aconteceu a reunião entre o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, desembargador Antonio Carlos Viana Santos e o governador Alberto Goldman.

Surgiram alguns boatos nesta segunda (09), de que teria havido uma reunião pela manhã no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Segundo a Assessoria de Imprensa do TJ-SP, tal informação não procede. O TJ-SP aguarda retorno do pedido de audiência que foi feito na última sexta (06), depois da reunião de Viana Santos com um grupo de parlamentares.

Acompanhe estas e outras informações no Twitter da Assetj

4 visitantes online agora
1 visitantes, 3 bots, 0 membros
Máx. de visitantes hoje: 15 às 06:21 am BRST
Este mês: 24 às 12-08-2017 08:07 pm BRST
Este ano: 31 às 03-30-2017 10:25 am BRT
No total: 111 às 03-18-2011 02:35 am BRT