Category: Corinthianadas

Corinthians e Flamengo: o clássico das multidões 0

Corinthians e Flamengo: o clássico das multidões


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

Pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro 2011, Sport Club Corinthians Paulista e Clube de Regatas Flamengo se enfrentam neste final de semana na cidade do Rio de Janeiro. O palco será o Estádio Olímpico João Havelange, vulgo Engenhão, e o Timão entra em campo com a missão de manter o aproveitamento de 100% até aqui obtido. Um empate, no entanto, será um bom resultado para a equipe de Tite.

O clássico mais popular do futebol brasileiro, não vive seus melhores dias. Ambas as equipes tem alternado boas e más campanhas e jamais decidiiram qualquer campeonato. A única “decisão” entre ambos aconteceu no ano passado pela Taça Libertadores da América. Mesmo com a melhor campanha da primeira fase do torneio, o Corinthians foi eliminado pelo Flamengo – a pior campanha – nas oitavas de final. O Mengo venceu num Maracanã encharcado por 1 a 0. O Timão venceu por 2 a 1 o jogo da volta, mas pelo gol marcado fora, por Vágner Love, o clube mosqueteiro via adiado, mais uma vez, o sonho de ganhar o torneio sulamericano.


Números

Este será o jogo 116 da história de Corinthians e Flamengo que se iniciou no dia 1º de dezembro de 1918. Na época não havia torneios nacionais, somente amistosos. A partida terminou com vitória corinthiana por 2 a 1, no estádio da Rua do Paysandu, no Rio de Janeiro. Amílcar e Neco fizeram os gols do alvinegro.

Os 115 jogos até aqui realizados mostra equilíbrio. O alvinegro do Parque São Jorge tem 44 vitórias, 24 empates e 47 derrotas para o clube carioca. Foram marcados 363 gols neste duelo, sendo 176 a favor do Corinthians contra 187 da equipe da Gávea.

As maiores goleadas do confronto foram a favor do Coringão: 6 a 0, no dia 03 de maio de 1953, pelo Rio-São Paulo; e 7 a 2, no dia 25 de fevereiro de 1961, em um amistoso que marcou a inauguração dos refletores do Parque São Jorge


A estreia de Welder e a despedida de Pet

O jogo de logo mais, também será marcado pelo início e fim de trajetórias nos gramados.

Do lado corinthiano, o lateral direito Weldinho, com apenas 20 anos, fará sua estreia no time. Alessandro, titular da posição, contundiu-se no jogo contra o Coritiba e deverá ficar afastado por mais de um mês. Weldinho, contratado junto ao Paulista de Jundiaí e que fez um bom Campeonato Paulista, entrará na posição com a difícil missão de encarar Ronaldinho Gaúcho.

Pelo Flamengo, o sérvio Petkovic despede-se do futebol. O meia de 38 anos atuou por diversos clubes no Brasil e no Exterior, mas foi no rubronegro da Gávea que houve a maior identificação com o torcedor. De comportamente às vezes complicado, o atleta sempre foi exímio cobrador de faltas e fez sucesso por onde passou.

O Timão vem a campo com Júlio César; Welder, Chicão, Leandro Castán, Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo; Jorge Henrique, Willian e Liédson.


Campeonato Brasileiro 2010

Pelo primeiro turno do Brasileirão 2010, em jogo ocorrido no dia 08 de agosto, no estádio do Pacaembu, a vitória veio graças ao golaço de Elias. Já no segundo turno, em 27 de outubro, empate de 1 a 1. Ronaldo Fenômeno abriu o placar para o Timão e Diogo deu números finais à partida.

Corinthians e Flamengo se enfrentaram 49 vezes em campeonatos brasileiros, com 16 vitórias dos corinthianos, 14 empates e 19 derrotas. Quanto aos gols, 58 foram marcados pelo Timão e 72 pelo adversário.


De olho no apito

Heber Roberto Lopes será o árbitro do jogo, auxiliado por Gilson Bento Coutinho e Ivan Carlos Bohn.

___________________________________________________________________________________

Já ouviu o Podcast do Timão? Vai lá! Clique aqui!

Este e outros textos você encontra no Blog do Sylvio Micelli.
Vote no Micelli para o prêmio Top Blog 2011! Obrigado!

Com sufoco desnecessário, Corinthians bate Coritiba e permanece 100% 0

Com sufoco desnecessário, Corinthians bate Coritiba e permanece 100%


Ouça a narração de José Silvério com reportagens de Leandro Quesada
(Grupo Bandeirantes de Rádio)

Paulinho (4′)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Leonardo (72′)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Danilo (80′)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

Pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro 2011, o Sport Club Corinthians Paulista derrotou o Coritiba Football Club por 2 a 1. O jogo aconteceu no último domingo na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, interior de São Paulo. A perda do mando de campo aconteceu devido a problemas no jogo Corinthians e Palmeiras no Brasileirão 2010 e, ironicamente, o Timão deverá ser novamente punido porque, ao final da partida, torcedores imbecis (não há outro adjetivo) invadiram o campo para protestar contra o uso da camisa grená, o terceiro uniforme com o qual o Corinthians jogou. Com o resultado, o Timão chega a seis pontos ganhos e, ao lado de Atlético (MG), São Paulo e Vasco, são as únicas equipes que venceram as duas partidas do torneio até aqui.


O jogo

O Corinthians começou arrasador. No primeiro minuto, quase Liédson abriu o placar num cruzamento de Fábio Santos. Aos 4 minutos, Willian cruzou da esquerda, Paulinho dominou no peito na entrada da área e fez 1 a 0. O lado esquerdo do Corinthians infernizava a defesa adversária. Com a vantagem no marcador e com o time do Coritiba jogando apenas com reservas (poupando-se para a final da Copa do Brasil), o Timão poderia ter ampliado no primeiro tempo. Houve chances com Morais, Willian e Chicão. Ao Coxa, apenas um chute de longa distância do ex-corinthiano (sempre eles!) Everton Ribeiro.

Ainda no primeiro tempo, houve um pênalti para o Corinthians, não marcado pela arbitragem. Alessandro tocou na área para Paulinho, que foi atropelado por Marcos Paulo e o árbitro marcou apenas tiro de meta.

Na segunda etapa, o Corinthians caiu de produção e o Coritiba, mesmo com o time reserva, equilibrou as ações. Logo no início do tempo final, o Timão perdeu Alessandro contundido para a entrada de Moradei. Chicão de falta e Everton Ribeiro de fora da área deram alguma emoção no início do segundo tempo.

A Fiel Torcida, irritada com o time, comemorou a entrada de Jorge Henrique mas chamou o Tite de burro que manteve Danilo em campo e tirou Willian que teve fraca atuação.

Já aos 28 minutos, os paranaenses empataram a partida num lance irregular. A bola foi levantada na área, Jéci desviou de cabeça para o meio e Leonardo apareceu para apenas escorar para o fundo do gol. O centroavante estava claramente impedido, mas o gol foi validado pelo péssimo árbitro Ricardo Marques Ribeiro.

No instante seguinte, Paulinho quase marca para o Corinthians, num perde-ganha para a defesa do Coxa que mandou a bola para escanteio.

Aos 35 minutos, Danilo salva a pele de Tite e do Timão. Jorge Henrique levantou a bola para a área e Danilo, no meio da defesa, desviou a bola para o canto direito. Timão 2 a 1.

No final da partida, mais emoção e quase os paranaenses empatam. Anderson Aquino chutou bem de fora da área e acertou a trave esquerda. Na sobra Leonardo chutou rasteiro e Julio Cesar espalmou.

Um sufoco desnecessário e os três pontos mais que necessários.

O Timão volta a campo no domingo, às 16 horas. Pela terceira rodada do “endurão” brasileiro, o Corinthians enfrenta o Flamengo no Engenhão, na Cidade Maravilhosa.


A curiosidade

Desde seu retorno ao Parque São Jorge é a primeira vez que o Corinthians vence e o centroavante Liédson não marca. Em todos os outros 12 gols anotados pelo “bom-baiano” desde sua chegada em fevereiro passado, o atleta contribuiu diretamente para a vitória mosqueteira.


Notas do Micelli

1 Julio Cesar - Quando foi exigido não comprometeu. Sem culpa no gol adversário, até por ter sido ilegal. Nota 7

2 Alessandro - O mesmo lutador de sempre com passes importantes, principalmente para a conclusão de Paulinho. Saiu contundido no início do segundo tempo. Nota 6
S15 Moradei - Complicado. O Corinthians perdeu a direita quando ele entrou e o Coritiba se aproveitou disso. Não é da função. Nota 5
3 Chicão - Não comprometeu. Quase marcou mais um de falta. Seguro nos desarmes. Nota 7
4 Leandro Castan - O mesmo jogador mediano de sempre, mas sem comprometer. Nota 6
6 Fábio Santos - Foi rápido no primeiro lance de perigo do jogo. Pouco acionado na esquerda, também não subiu muito ao ataque. Nota 6

5 Ralf - A mesma disposição e função tática de sempre. Nota 6
8 Paulinho - O melhor do jogo. Fez um, quase fez outro, sofreu pênalti não marcado e infernizou a defesa adversária. Nota 8
7 Morais - Jogou numa função diferente para articular o meio ao ataque. Não decepcionou. Nota 7.
S18 Edno - Pouco tempo. Sem nota.
10 Danilo - O homem de confiança de Tite e que muitos não entendem sua função tática. O treinador bancou e ele marcou. Nota 7

11 Willian - Fraco. Não repetiu atuações anteriores. Por enquanto é jogador para compor elenco. Nota 5
S17 Jorge Henrique - Entrou para alegrar a torcida e fazer a jogada do segundo gol. Demonstrou mais vontade que em jogos anteriores. Nota 7
9 Liedson – Apagado e preso à marcação do time paranaense. Sem a força de Willian não encontrou o jogo. Sem inspiração. Nota 6


SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA 2 x 1 CORITIBA FOOT BALL CLUB

Local: Arena Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Data: 29 de maio de 2011 (domingo)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Jair Albano Felix
(ambos de MG)

Público e renda: não divulgados

Gols: Paulinho [C] (4′) e Danilo [C] (80′); Leonardo [Ct] (72′)
Cartões amarelos: Chicão [C]; Maranhão [Ct]

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro (Moradei), Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Morais (Edno) e Danilo; Willian (Jorge Henrique) e Liédson
Técnico: Tite

CORITIBA: Vanderlei; Maranhão (Jonas), Cleiton, Jeci e Lucas Mendes; Djair, Marcos Paulo, Everton Ribeiro (Anderson Aquino), Geraldo e Everton Costa (Willian Leandro); Leonardo
Técnico: Marcelo Oliveira

Ficha Técnica by Gazeta Esportiva.Net

Colocação: 4ª posição com 6 pontos
Campanha: 2 J – 2 V – 0 E – 0 D – 4 GF – 2 GC – 2 SG
Artilheiros: Chicão, Danilo, Liédson e Paulinho (1 gol cada)

___________________________________________________________________________________

Já ouviu o Podcast do Timão? Vai lá! Clique aqui!

Este e outros textos você encontra no Blog do Sylvio Micelli.
Vote no Micelli para o prêmio Top Blog 2011! Obrigado!

Corinthians: o aniversário do xerife 0

Corinthians: o aniversário do xerife


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

Que rufem os tambores! Hoje é aniversário de Anderson Sebastião Cardoso… Ah! Tudo bem. Com esse nome ele não iria muito longe.

Há 30 anos (03/06/1981) nascia, na querida Mogi Guaçu, cidade da “grande” Campinas, o nosso glorioso Chicão, o capitão do Sport Club Corinthians Paulista.

O zagueiro começou a carreira atuando pelo seu “vizinho” Mogi Mirim, no interior de São Paulo, lá ficando entre 2000 e 2003. Passou pela queridíssima “Briosa” (Portuguesa Santista) e pelo “Ameriquinha” de Rio Preto.

Em 2006 conheceu o sul do País. Passou pelo Juventude de Caxias do Sul (RS) e em seguida foi contratado pelo Figueirense (SC).

Em 2008, ano emblemático da história corinthiana, Chicão foi contratado para a disputa do Campeonato Paulista e da série B do Campeonato Brasileiro daquele ano.

Nos braços da Fiel, pegou a camisa 3, para não mais largá-la. Marcador viril e dono de uma técnica quase infalível nas faltas próximas à área, Chicão é, ainda, exímio batedor de pênaltis.

Ele já marcou 34 gols pelo Timão. É o segundo maior defensor artilheiro da história do time. Está apenas atrás de Grané, que jogou entre as décadas de 1920 e 1930 e marcou 50 gols.

Seu estilo firme e guerreiro é a cara da Fiel.

Então, parabéns Xerife. Que você tenha aí, mais uns 7, 8 anos de vida longa no Corinthians.


VOCÊ SABIA? NEM EU!
O zagueiro Chicão, que não se chama Francisco, ganhou esse apelido no Mogi Mirim, por conta de sua forma de jogar, muito parecida com a de outro Chicão famoso. Trata-se de Francisco Jesuíno Avanzi, o volante Chicão, que defendeu diversos clubes mas que se consagrou no São Paulo Futebol Clube. É considerado, por muitos, o jogador que teve mais raça ao defender as cores do Tricolor do Morumbi. Foi um dos destaques do primeiro título nacional da equipe, conquistado em 1977. O volante encerrou sua carreira justamente no Mogi Mirim, em 1986, levando a equipe do interior à divisão de elite do futebol paulista.

___________________________________________________________________________________

Já ouviu o Podcast do Timão? Vai lá! Clique aqui!

Este e outros textos você encontra no Blog do Sylvio Micelli.
Vote no Micelli para o prêmio Top Blog 2011! Obrigado!

O(s) estádio(s) do Corinthians: passado, presente e futuro 0

O(s) estádio(s) do Corinthians: passado, presente e futuro


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

Às 08:14 horas da manhã desta segunda, 30 de maio de 2011, teve início o serviço de terraplenagem ou terraplanagem (ambos são corretos), visando a construção do futuro estádio do Sport Club Corinthians Paulista, no bairro de Itaquera na zona Leste da Capital. Momento histórico do clube, torço para que o projeto dê certo porque a nação corinthiana merece um estádio do tamanho de sua torcida e, principalmente, de seu amor pelo clube. Mas, sinceramente, foi algo que jamais me preocupou e, na verdade, as discussões sobre o estádio do Corinthians valem muito mais para o delírio histriônico dos rivais, que não vivem sem o Corinthians do que, propriamente, uma necessidade para o Timão.

A ideia do estádio do Corinthians em Itaquera existe há mais de três décadas, tanto que a estação final do metrô da Linha 3 foi batizada, desde o seu nascedouro, como Corinthians-Itaquera. Depois alguns vereadores para fazer média com os demais clubes de São Paulo e até da Baixada foram inventando Palmeiras-Barra Funda, Portuguesa-Tietê e Santos-Imigrantes. Possivelmente, a estação Vila Sônia quando for inaugurada será rebatizada para São Paulo – Vila Sônia.

Voltando à questão do estádio, reitero que isso jamais preocupou-me e explico os porquês.

Em 1979, há 32 anos portanto, o então presidente corinthiano Vicente Matheus, até para valorizar suas pedreiras e terras no extremo leste da Capital, idealizou fazer o estádio do Corinthians em Itaquera. Uma foto sobre a época, circulou pela Internet recentemente, para mostrar há quanto tempo isso aconteceu e, obviamente, tirar sarro do Corinthians.

A questão aí, porém, é bem outra. Devido a gestões precárias, falta de marketing esportivo, parcerias e investimentos equivocados e falta de apoio público e privado, o Corinthians não tem um estádio a sua altura, que até pode ser um incômodo mas, não creio que haveria a necessidade de construção de um outro estádio.

Hoje, a grosso modo, a medida mais efetiva que a diretoria do Corinthians deveria tomar, na minha opinião, era arrendar o Pacaembu que, em que pese ser da cidade de São Paulo, o mundo sabe que o Corinthians jogou boa parte de sua história naquele gramado. Trata-se de um estádio pronto, maravilhosamente bem localizado na área central da cidade e terá metrô próximo, isso se o povo de Higienópolis deixar. Ele poderia ser reformado, modernizado e pronto. Não acredito que tais medidas saíssem mais caras que a construção de uma nova arena. O projeto inicial do Corinthians era uma arena para 40 mil pessoas, bem próxima da capacidade do estádio Paulo Machado de Carvalho. E eu pergunto: se o novo estádio do Corinthians sair do papel, efetivamente, como ficará o Pacaembu? Um elefante branco…

Segundo: o Parque São Jorge conta com o estádio Alfredo Schürig, nossa querida “Fazendinha” que também poderia ser modernizada, mesmo com sua capacidade diminuta de 16 mil torcedores. Nunca é demais lembrar que a mais recente final do Campeonato Paulista foi jogada num estádio para 14 mil pessoas. Então se a Vila Belmiro pode, a “Fazendinha” também pode. Além do mais, o Parque São Jorge também é próximo do metrô e muito bem localizado.


O novo estádio e a questão da Copa 2014

Seja como for, o novo estádio deve vir aí. Segundo informações do Portal Terra, a primeira etapa das obras será a limpeza do terreno, ainda com mato e terá a duração de três meses. Nos primeiros minutos de trabalho em Itaquera, trabalharam cerca de 20 pessoas, além de sete veículos: duas escavadeiras, dois tratores de esteira e três caminhões basculantes. O terreno tem 198 mil m², e a Odrebrecht prevê terminar esta etapa antes de outubro, quando começa o período de chuvas da capital paulista. Paralelamente à terraplenagem, os serviços de pré-moldagem já serão preparados. A inauguração está prevista para dezembro de 2013.

Outra coisa que a mim incomoda, é a pressão que se faz sobre o estádio do Corinthians para a Copa do Mundo, inclusive responsabilizando o clube pelo atraso nas obras e pela exclusão da cidade de São Paulo da Copa das Confederações que acontece em 2013.

Sendo muito sincero, tanto a Copa das Confederações como as partidas da Copa do Mundo de 2014, deveriam ser realizadas no estádio no Morumbi. Foi um erro o Corinthians entrar nessa disputa política que envolve a Fifa, a CBF e o São Paulo Futebol Clube.

O estádio do Corinthians é uma propriedade particular e cabe ao seu dono definir quando e de que forma vai começar. Tanto, que o projeto inicial da obra previa a construção de uma arena para 40 mil pessoas e, por pressão da CBF e da Fifa, o estádio deverá ter 65 mil lugares para abrigar a abertura da Copa de 2014.

Enfim, é isso. E para quem achava que o estádio não sairia, já é um bom começo mas, reconheço, só acreditarei quando tudo estiver pronto.

___________________________________________________________________________________

Já ouviu o Podcast do Timão? Vai lá! Clique aqui!

Este e outros textos você encontra no Blog do Sylvio Micelli.
Vote no Micelli para o prêmio Top Blog 2011! Obrigado!

Corinthians e Coritiba: para ganhar a segunda no “Endurão” 2011 0

Corinthians e Coritiba: para ganhar a segunda no “Endurão” 2011


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

O Sport Club Corinthians Paulista – o mais amado e mais odiado clube do Brasil – entra em campo neste domingo pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro 2011, às 16 horas na Arena Fonte Luminosa em Araraquara, interior paulista. O adversário será o Coritiba Foot Ball Club, campeão paranaense da temporada 2011 de forma invicta, campeão da série B do Brasileiro do ano passado e classificado para as finais do Copa do Brasil contra o Vasco da Gama.

Em condições normais, o Corinthians teria pela frente um adversário muito forte e que tem a melhor performance do começo da temporada, até com uma goleada histórica sobre o Palmeiras por 6 a 0. Entretanto, o Coxa deverá vir com um time misto, focado que está na Copa do Brasil. Isso pode facilitar as coisas para o Timão.

A partida ocorre no interior paulista, por conta de uma punição recebida pelo Corinthians na partida contra o Palmeiras, no Campeonato Brasileiro do ano passado.


Números

Em 42 jogos na história dos dois clubes, o Corinthians leva vantagem. São 20 vitórias, sete empates e 15 derrotas. O Timão balançou a rede por 52 vezes e a equipe paranaense, 41.

A primeira partida entre Corinthians e Coritiba foi realizada há pouco mais de 70 anos, em 20 de abril de 1941. E os paranaenses venceram por 1 a 0 no estádio do Alto da Glória, em Curitiba. Já no segundo confronto, realizado um mês depois, o Timão goleou por 7 a 3, com gols de Servilio, Dino, Carlinhos, Milani (2) e Teleco (2). Foi a maior goleada da história desse confronto.

O retrospecto corinthiano na Fonte Luminosa também é favorável. Foram 41 partidas, todas contra a Ferroviária de Araraquara. Foram 16 vitórias, 15 empates e 10 derrotas.

As equipes nunca decidiram campeonatos brasileiros ou copas do Brasil.


A ressureição de Danilo e o novo manto

Jogadores chegam, jogadores saem, o meia Ramirez é convocado para a seleção peruana e aí, quem arma o time. Tite olha para o banco e ele está lá. Danilo. Isso mesmo! O velho Danilo de tantos anos no Tricolor é a única opção de armação para Tite na partida contra o Coxa. Apesar de lento, ele tem um bom futebol. Quem sabe não seja este, o início da sequência que Danilo almeja? Boa sorte, maestro!

O Corinthians deve vir a campo com a terceira camisa grená (sobre a qual já escrevi) e com os seguintes guerreiros de São Jorge: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Morais e Danilo; Willian e Liédson.


Campeonato Brasileiro 2009

Há um pequeno tabu de quatro jogos em seis anos, favorável ao Corinthians. No primeiro turno do Brasileirão de 2005, no Pacaembu, o placar foi de 3 a 0, com um gol de Bobô e dois de Carlitos Tévez. No returno, o Timão também venceu, desta vez em Curitiba com um gol de Carlos Alberto.

Ambos se reencontraram quatro anos depois, em 2009. Em São Paulo, o Corinthians venceu por 2 a 0 com gols de Souza e Douglas. No segundo turno, no Paraná, empate em 1 a 1. Jaílton abriu o placar para o Coxa e Dentinho empatou o jogo.

Pelo Campeonato Brasileiro, Timão e Coxa jogaram 28 vezes. São 13 vitórias dos Coringão, cinco empates e dez vitórias do Coritiba.


De olho no apito

O complicado mineiro Ricardo Marques Ribeiro será o árbitro do jogo. Ele será auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Jair Albano Felix, também mineiros. Para quem não se lembra, Ricardo Marques Ribeiro tem um razoável histórico de confusões e resultados contestados por diversas equipes do Brasil. Já chegou a ser afastado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) mas, mesmo assim, pertence ao quadro da Fifa. Sua mais recente “confusão”, aconteceu pela Copa do Brasil no jogo entre Avaí e Botafogo (RJ) e que terminou em pancadaria. Os jogadores do clube carioca reclamaram de diversos erros e inversões por parte do árbitro.

E ele ainda apita, né CBF? Estaremos de olho!

___________________________________________________________________________________

Já ouviu o Podcast do Timão? Vai lá! Clique aqui!

Este e outros textos você encontra no Blog do Sylvio Micelli.
Vote no Micelli para o prêmio Top Blog 2011! Obrigado!

7 visitantes online agora
0 visitantes, 7 bots, 0 membros
Máx. de visitantes hoje: 8 às 01:01 am BRST
Este mês: 24 às 12-08-2017 08:07 pm BRST
Este ano: 31 às 03-30-2017 10:25 am BRT
No total: 111 às 03-18-2011 02:35 am BRT