Tagged: Bragantino

Reprodução 0

Primeiro empate do Corinthians no Paulistão tem arbitragem ruim e violência do adversário


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada


Ouça os gols da partida com a narração de José Silvério e reportagens de Leandro Quesada da Rádio Bandeirantes

Corinthians 0 X 1 Bragantino – Serginho

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Corinthians 1 X 1 Bragantino – Luís Ramirez

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


Lead

Pela quinta rodada do Paulistão 2012, o Sport Club Corinthians Paulista empatou em 1 a 1 com o Clube Atlético Bragantino no Pacaembu. O Timão perdeu a liderança do campeonato, mas tem a mesma pontuação de São Paulo e Paulista (13 pontos) e está em terceiro lugar com base nos critérios de desempate.

A partida foi marcada por uma péssima arbitragem que prejudicou o Corinthians validando um gol irregular, deixando de marcar ao menos um pênalti claríssimo (há quem tenha visto dois pênaltis) e, principalmente, sendo conivente com a violência praticada pelo time de Bragança Paulista.


O jogo

O Corinthians começou sendo prejudicado logo a dois minutos. Romarinho bateu uma falta de longa distância. O jogador André Astorga, além de impedido, ainda tentou colocar a mão na bola. A zaga corinthiana parou e na continuação da jogada confusa, Serginho bateu para marcar o gol do Bragantino.

Com a força da torcida, o Timão foi para cima e fez o nome do goleiro Alê que teve importantes defesas no primeiro tempo em ataques de Leandro Castan e Jorge Henrique. Liédson quase marcou de cabeça. O clube do interior tentou explorar os contra-ataques, sem sucesso, sempre passando a bola pelos pés de Romarinho e Giancarlo.

Abusando da violência, o zagueiro Murilo foi expulso ainda no primeiro tempo com dois cartões amarelos.

Logo no começo da etapa final, o Timão empatou. O meia peruano Luís Ramirez, o homem dos gols bonitos, fez outro golaço. Recebeu a bola na intermediária, avançou e bateu firme de fora da área, sem chance para Alê.

Com o empate, o Corinthians foi na pressão para virar o jogo. Acabou não tendo êxito. Primeiro porque o Bragantino, além da retranca, abusava da violência. André Astorga, por exemplo, fez quatro faltas violentas para expulsão direta e foi advertido apenas com cartão amarelo. Segundo porque o time não conseguia se livrar da retranca adversária.

Tite ousou e ficou com um zagueiro e um lateral colocando o time inteiro no ataque. Sacou Chicão e colocou Élton e tirou Ramon para a entrada de Vitor Júnior. O problema é que Vitor Júnior acabou sendo expulso, com justiça, depois de dez minutos em campo por duas faltas fortes cometidas. Tite teve de recompor a defesa tirando Gilsinho e colocando Welder.

No final, com uma arbitragem ruim e com a violência do adversário, o Corinthians empatou e conseguiu manter sua invencibilidade na competição. Claro que os anticorinthianos nada falarão sobre isso porque a eles, nossos prejuízos não interessam.

O Timão volta a campo no meio de semana jogando em Mogi Mirim contra o time da casa.


Ficha Técnica

Na história:
41 jogos – 19 vitórias do Corinthians X 6 vitórias do Bragantino e 16 empates
Corinthians: 68 gols X Bragantino: 36 gols

Jogo 07/2012 – 4 V – 2 E – 1 D – 9 GF – 5 GC – SG 4
Artilheiros: Alessandro, Alex, Chicão, Élton, Emerson, Liédson, Luís Ramirez e Paulinho (1 gol cada)
Gol contra: Dezinho (Mirassol)

No Paulistão 2012 – 4 V – 1 E – 0 D – 7 GF – 2 GC – SG 5 – 3º lugar – 13 pontos
Artilheiros: Alessandro, Chicão, Élton, Emerson, Luís Ramirez e Paulinho (1 gol cada)
Gol contra: Dezinho (Mirassol)


SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA 1 X 1 CLUBE ATLÉTICO BRAGANTINO

Competição: Campeonato Paulista 2012 – Série A
Rodada: 5ª
Local: Local: Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho [Estádio do Pacaembu], São Paulo (SP)
Data: 5 de fevereiro de 2012

Árbitro: Leonardo Ferreira Lima (SP)
Assistentes: Fabio Luiz Freire e Maíza Teles Paiva (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Claudinei Forati Silva e Edson Reis Pavani Junior (ambos de SP)

Público: 16.282 torcedores
Renda: R$ 510.642,50
Cartões amarelos: Paulinho, Gilsinho e Vitor Júnior [C]; André Astorga, Murilo Henrique, Alê, Giancarlo e Diego Paulista [B]
Cartões vermelhos: Vitor Júnior [C]; Murilo Henrique [B]

Gols: Luís Ramirez [C] (51′); Serginho [B] (2′)

[Notas do Micelli]

CORINTHIANS: Júlio César [6]; Alessandro [6], Chicão [6] (Élton [S/N]), Leandro Castan [7] e Ramon [6] (Vitor Júnior [1]); Ralf [7], Paulinho [6] e Luís Ramirez [7]; Gilsinho [6] (Welder [S/N]), Jorge Henrique [7] e Liédson [6]
Técnico: Tite [7]

BRAGANTINO: Alê [8]; Murilo Henrique [3], André Astorga [4] e Luís Henrique [6]; Victor Ferraz [5], Eder [6], Serginho [7], Romarinho [7] (Diego Paulista [6]) e Léo Jaime [6]; Paulo Roberto [6] (Guilherme Mattis [S/N]) e Giancarlo [7] (Bruno [S/N])
Técnico: Marcelo Veiga [6]

 

 

 

Ficha Técnica by Gazeta Esportiva.Net


PRÓXIMA PARTIDA:

MOGI MIRIM X CORINTHIANS – PAULISTÃO 2012
QUARTA – 8 DE FEVEREIRO DE 2012 – ESTÁDIO ROMILDÃO, MOGI MIRIM

Já curtiu o Blog Canelada no Facebook? Vem cá!

Já leu outros textos do Jornalista Sylvio Micelli? Vem cá!

Corinthians e Bragantino: ‘bora sofrer, e vencer, e ser líder. Tudo de novo? 1

Corinthians e Bragantino: ‘bora sofrer, e vencer, e ser líder. Tudo de novo?


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

Neste domingo, pela quinta rodada, o Sport Club Corinthians Paulista volta a campo no “nosso” Pacaembu e defende a liderança isolada do Campeonato Paulista 2012 diante de um adversário sempre complicado: o Clube Atlético Bragantino.

É bem provável que o Corinthians faça o que tem feito de melhor, desde o início do campeonato. Faz um golzinho, dois no máximo, segura a posse de bola, dá pouca ou nenhuma emoção e garante os três pontos. Apesar da sonolência, principalmente no segundo tempo das partidas, a fórmula tem dado certo e é bem provável que Tite mantenha a mesma “linha” para o jogo contra a equipe de Bragança Paulista.

Segundo o site Globo Esporte, Tite fará quatro alterações, seguindo orientação do Departamento Médico, que pretende revezar alguns atletas. Para a disputa deste domingo, o treinador corinthiano deverá sacar o lateral-esquerdo Fábio Santos, os meias Alex e Danilo e o centroavante Élton. Nossos guerreiros devem ser: Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castan e Ramon; Ralf, Paulinho, Luís Ramirez; Gilsinho, Liédson e Jorge Henrique.

O Bragantino vem, por enquanto, com uma campanha fraca tendo vencido uma partida, empatado outra e sendo derrotado por duas vezes. As apostas da equipe treinada pelo experiente técnico Marcelo Veiga são a velocidade de Romarinho e a pontaria de Giancarlo, artilheiro da equipe até aqui com três gols.


A história

Em 45 anos de confronto, Corinthians e Bragantino já jogaram 40 vezes. O retrospecto é favorável ao Timão que venceu 19 vezes e sofreu apenas seis derrotas. Há, porém, muitos empates. São 15 no total. O alvinegro mais querido marcou 67 gols e sofreu 35.

Tudo começou em 10 de setembro de 1966, no Parque São Jorge, em jogo válido pelo Campeonato Paulista daquele ano. O Timão venceu por 3 a 0, com dois gols do atacante Marcos e outro da lenda Roberto Rivellino.

Pelo Paulistão de 2011 houve um empate no estádio Marcelo Stéfani, agora equivocadamente renomeado para Nabi Abi Chedid. O jogo terminou em 1 a 1 com o “baixinho” Jorge Henrique fazendo o gol corinthiano de cabeça após o Bragantino ter aberto o placar com um gol contra de Chicão.


O estádio

O Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, mais conhecido por Estádio do Pacaembu, pertence à prefeitura de São Paulo. É considerada “a casa” do Corinthians que joga com maior frequência no local.

O Timão jamais foi derrotado no Pacaembu pela equipe de Bragança Paulista. Em 12 jogos foram oito vitórias e quatro empates. O Corinthians fez 30 gols e sofreu 12. Que a escrita seja mantida amanhã!

A mais recente partida do Corinthians no Pacaembu foi em 29 de janeiro passado na terceira rodada do Campeonato Paulista de 2012. O Timão venceu o Linense por 1 a 0 com um golaço de Emerson.


Ficha Técnica – Jogo 7/2012

SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA X CLUBE ATLÉTICO BRAGANTINO

Competição: Campeonato Paulista 2012 – Série A
Rodada: 5ª
Local: Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho [Estádio do Pacaembu], São Paulo (SP)
Data: 5 de fevereiro de 2012

Árbitro: Leonardo Ferreira Lima (SP)
Assistentes: Fabio Luiz Freire e Maíza Teles Paiva (ambos de SP)

CORINTHIANS: Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castan e Ramon; Ralf, Paulinho, Luís Ramirez; Gilsinho, Liédson e Jorge Henrique
Técnico: Tite

BRAGANTINO: Alê; Victor Ferraz, André Astorga, Luiz Henrique e Murilo Ceará; Cambará, Serginho, Fernando Gabriel e Romarinho; Léo Jaime e Giancarlo
Técnico: Marcelo Veiga

Já curtiu o Blog Canelada no Facebook? Vem cá!

Já leu outros textos do Jornalista Sylvio Micelli? Vem cá!

E de gol em gol, Timão lidera o Paulistão 0

E de gol em gol, Timão lidera o Paulistão


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada


Ouça o gol da partida com a narração de Paulo Massini da Rádio CBN

Ituano 0 X 1 Corinthians – Paulinho

Paulistão 2012 – Ituano 0x1 Corinthians – Paulinho – Rádio CBN by AudioCorinthians


Lead

Mesmo jogando um futebol apenas regular, o Sport Club Corinthians Paulista chegou à sua quarta vitória no Campeonato Paulista 2012. Desta vez, jogando contra o Ituano Futebol Clube, o Timão venceu pelo placar mínimo, com um golaço de voleio do Paulinho. São quatro vitórias em quatro jogos e o clube lidera o Campeonato Paulista, já na quarta rodada, graças ao empate do São Paulo diante do Guarani.


O jogo

O adversário, jogando em casa, começou na pressão e correria, além de marcar a saída de bola do Corinthians. Aos 18 minutos Kleiton Domingues apareceu sozinho na área e mandou um bomba para boa defesa de Julio Cesar que, por sinal, foi um dos destaques do jogo.

Sem o ataque titular, pois Liédson e Emerson foram poupados, o Corinthians apostou em Élton e Gilsinho e foi dos pés do segundo que saiu o gol corinthiano. Ele cruzou da direita e o volante Paulinho emendou um belo voleio para marcar o gol corinthiano.

As investidas do time pela esquerda também foram boas com Fábio Santos, mas Elton finalizou mal as duas chances que teve, uma incrível, já na pequena área, no final do jogo.

O goleiro do Corinthians fez duas ótimas defesas na metade do segundo tempo numa cabeçada a queima-roupa de Jefferson Luiz e num chute de Gustavo e garantiu os três pontos e os 100% de aproveitamento da equipe.

Tecnicamente foi um jogo sofrível. A equipe de Itu é frágil, em que pese a correria. O Corinthians fez seu gol e depois, literalmente, cozinhou o “galo” (apelido do time de Itú) até o final da partida.

Mesmo sendo início de temporada, algo me preocupa, aliás, desde o ano passado é o fato do Corinthians chutar pouco e finalizar mal. Não vejo problemas com a equipe na defesa, que já é a melhor da competição tendo sofrido apenas um gol, nem no meio de campo. Falta, porém, consistência ao ataque. Tanto que apenas um terço dos gols da equipe, até aqui, foram marcados pelos atacantes corinthianos e aí, realmente, as coisas ficam complicadas.

O Timão volta a campo na próxima rodada, no eterno Pacaembu, para enfrentar o Bragantino.


Ficha Técnica

Na história:
26 jogos – 18 vitórias do Corinthians X 3 vitórias do Ituano e 5 empates
Corinthians: 49 gols X Ituano: 20 gols

Jogo 06/2012 – 4 V – 1 E – 1 D – 8 GF – 4 GC – SG 4
Artilheiros: Alessandro, Alex, Chicão, Élton, Emerson, Liédson e Paulinho (1 gol cada)
Gol contra: Dezinho (Mirassol)

No Paulistão 2012 – 4 V – 0 E – 0 D – 6 GF – 1 GC – SG 5 – 1º lugar – 12 pontos
Artilheiros: Alessandro, Chicão, Élton, Emerson e Paulinho (1 gol cada)
Gol contra: Dezinho (Mirassol)


ITUANO FUTEBOL CLUBE 0 X 1 SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

Competição: Campeonato Paulista 2012 – Série A
Rodada: 4ª
Local: Estádio Municipal Doutor Novelli Júnior, Itu (SP)
Data: 1 de fevereiro de 2012

Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Mauro André de Freitas (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Vinicius Gonçalves Dias Araujo e Welton Orlando Wohnrath (ambos de SP)

Público: 11.269 torcedores
Renda: R$ 373.290,00
Cartões amarelos: Vitor Júnior [C]; Chapinha e Kleyton Domingues [I]

Gol: Paulinho [C] (32′)

[Notas do Micelli]

ITUANO: Roberto [6]; Anderson Salles [6], Thiago Gomes [6], Victor Hugo [6] e Gustavo [7]; Alan Mota [6], Chapinha [5] (Jefferson Luis [6]), Rodrigo Costa [6] (Escobar [S/N]) e Kleyton Domingues [7]; Evando [6] e Alan [7] (Hugo [S/N])
Técnico: Ruy Scarpino
[6]

CORINTHIANS: Júlio César [8]; Alessandro [6], Chicão [6], Leandro Castan [6] e Fábio Santos [7]; Ralf [6], Paulinho [7], Danilo [6] (Edenílson [S/N]) e Alex [6] (Luís Ramirez [S/N]); Élton [6] e Gilsinho [7] (Vitor Júnior [S/N])
Técnico: Tite [6]

Ficha Técnica by Gazeta Esportiva.Net


PRÓXIMA PARTIDA:

CORINTHIANS X BRAGANTINO – PAULISTÃO 2012
DOMINGO – 5 DE FEVEREIRO DE 2012 – ESTÁDIO DO PACAEMBU, SÃO PAULO

Já curtiu o Blog Canelada no Facebook? Vem cá!

Já leu outros textos do Jornalista Sylvio Micelli? Vem cá!

A diferença entre o Paulistão e os outros campeonatos regionais 0

A diferença entre o Paulistão e os outros campeonatos regionais


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

Sei que o tema é controverso. Serei provavelmente chamado de bairrista, mas vamos lá.

Como todos sabemos, neste final de semana começa mais um Campeonato Paulista de Futebol, algo que incomoda alguns clubes arrogantes, outros torcedores, também arrogantes, menosprezam e muitos, a grande maioria, valorizam, não apenas pela história do Paulistão, mas por ser, efetivamente, uma competição de qualidade.

Neste final de semana, entra em campo 110 anos de tradição, glórias e muitas histórias. E suponho que alguns clubes teimam em menosprezar o campeonato, muito mais pelo nosso calendário, que é efetivamente ruim, do que propriamente pela competição.

Isso porque o Paulistão, meus caros, difere dos demais regionais e com todo o respeito às torcidas, sem estresse por favor.

Primeiro porque boa parte dos regionais não apresenta as mínimas condições de nada. Tudo bem que são jogos que podem colocar aí 30, 40 ou 50 mil torcedores nos grotões do País mas, certamente, os clubes devem ser mal gerenciados e/ou não sabem captar isso de forma decente.

Segundo porque os regionais que sobram travam disputas quase maniqueístas. Ou seja: ou ganha o clube A ou ganha o clube B e, raramente, acontece alguma zebra para dar sabor ao futebol.

O campeonato carioca aproxima-se do Paulistão pelos quatro clubes grandes, mas, muitas vezes, peca em estrutura. O formato da competição, porém é perfeito. Taça Rio, Taça Guanabara, campeão de um contra campeão do outro e se ganhar os dois, leva. Peca, ainda, nas semifinais de jogo único.

O Paulistão é outra pegada. Além dos quatro grandes, há estruturas muito fortes nos clubes do Interior, ainda que alguns tenham passado por imensas dificuldades. O campeonato paulista, apesar do domínio de Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos, não se resume a eles. Há ótimos clubes no Grande ABC, há nichos importantes do futebol como Campinas e Ribeirão Preto, além de outras cidades com seus representantes sempre importantes.

Pegando-se a última década da disputa tivemos vários clubes chegando entre os quatro primeiros como Portuguesa Santista (2003), São Caetano (2004, 2007), Paulista (2004), Santo André (2005, 2010), Noroeste (2006), Bragantino (2007), Ponte Preta (2008), Guaratinguetá (2008) e Grêmio Prudente (2009).

Em 2012, além de tudo isso, o Paulistão contará com o atual campeão da Libertadores e o atual campeão do Brasil. Não é pouca coisa.

Então, o Campeonato Paulista está muito à frente dos demais. E sou defensor da disputa. Até acredito que alterações devem ocorrer em nosso calendário, mas sem abrir mão desta competição que possibilita a manutenção de uma ampla estrutura de atletas, treinadores e diversos profissionais envolvidos no futebol.

Ao final, que vença o melhor. E se possível, que este melhor seja o Sport Club Corinthians Paulista.

1ª Rodada

21/01/2012 – Portuguesa x Paulista
21/01/2012 – Corinthians x Mirassol
21/01/2012 – Ituano x Guaratinguetá
21/01/2012 – Guarani x Oeste
21/01/2012 – Comercial x Linense
21/01/2012 – XV de Piracicaba x Santos
22/01/2012 – Bragantino x Palmeiras
22/01/2012 – São Paulo x Botafogo
22/01/2012 – Catanduvense x Mogi Mirim
22/01/2012 – São Caetano x Ponte Preta

Já curtiu o Blog Canelada no Facebook? Vem cá!

Já leu outros textos do Jornalista Sylvio Micelli? Vem cá!

Em jogo duro (de assistir), Corinthians só empata em Bragança 1

Em jogo duro (de assistir), Corinthians só empata em Bragança

por Sylvio Micelli

Ronaldo Fenômeno, do alto dos seus três dígitos e, principalmente de sua história, faz uma tremenda falta. Poupado pelo técnico Tite da segunda rodada do Campeonato Paulista, o Corinthians ficou sem referência no ataque e só empatou com a boa equipe do Bragantino. O resultado de 1 a 1 foi, assim como na primeira rodada, definido no primeiro tempo.

No início do jogo, o Corinthians foi ao ataque e dominou os 10 primeiros minutos, numa tática similar àquela adotada contra a Portuguesa. Mas o gol não saiu. Num dos primeiros ataques da equipe de Bragança Paulista, um passe longo de Fabrício Carvalho nas costas de Roberto Carlos encontrou o zagueiro Júlio César que cruzou e Chicão marcou contra. O outro Julio Cesar (sem acento), goleiro do Corinthians, nada pode fazer.

O gol fez com que a equipe do interior se lançasse mais ao ataque. O Corinthians tinha grande posse de bola, mas pouco cérebro para realizar jogadas. Quase no final do primeiro tempo, um clássico cruzamento de Moacir encontrou o “altíssimo” Jorge Henrique que, em meio à zaga bragantina, testou para o fundo das redes.

No segundo tempo, a partida permaneceu equilibrada, o jogo ficou truncado com muitas faltas e, nas poucas jogadas de perigo que saíram apareceram os goleiros Gilvan e Julio Cesar.

No geral, o que faltou ao Corinthians é o tal do chute a gol. Sem Ronaldo ou outro com a exclusiva função de centroavante, as coisas ficam difíceis.

O Bragantino é uma equipe voluntariosa, longe obviamente daquele time de Vanderlei Luxemburgo, campeão 20 anos atrás. Mas pode sonhar em ficar entre os oito melhores para as demais fases do Paulistão.

O destaque fica com Dentinho. Não pela partida, mas pelo seu aniversário e pelo número de faltas (nove) que levou no jogo inteiro.

Duas curiosidades: o velho e bom Finazzi de tantos clubes, inclusive o Corinthians, entrou no segundo tempo. Tentou uma cabeçada e fez uma carga no goleiro corinthiano. E Tite, permanece invicto.

Domingo, no Pacaembu, a porfia será contra o eterno Norusca – o Noroeste de Bauru fundado no mesmo dia, mês e ano que o Corinthians.


CLUBE ATLÉTICO BRAGANTINO 1 X 1 SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Árbirtro: Aurélio Sant’anna Martins

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e
Reinaldo Rodrigues dos Santos
Assistentes adicionais: Vinícius Furlan e Marcelo Duarte

Público e Renda: não informados

Gols: Chicão (contra) [B] (16′) e Jorge Henrique [C] (37′)
Cartões Amarelos: Marcos Aurélio, Rodriguinho,
Fabrício Carvalho e Rodriguinho [B]; Dentinho e
Jorge Henrique [C]

BRAGANTINO: Gilvan; Junior Lopes, Marcos Aurélio, Everaldo e Julio Cesar (Edmar); Luciano Sorriso, Eder, Rodriguinho e Nego; Marcelinho (Finazzi) e Fabrício Carvalho (Juninho Quixadá).
Técnico: Marcelo Veiga

CORINHIANS: Julio Cesar; Moacir, Chicão, Leandro Castan e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Paulinho e Bruno César (Danilo); Dentinho e Jorge Henrique (Edno)
Técnico: Tite

Ficha Técnica by Gazeta Esportiva.Net

6 visitantes online agora
0 visitantes, 6 bots, 0 membros
Máx. de visitantes hoje: 8 às 01:01 am BRST
Este mês: 24 às 12-08-2017 08:07 pm BRST
Este ano: 31 às 03-30-2017 10:25 am BRT
No total: 111 às 03-18-2011 02:35 am BRT