Tagged: Fiel Torcida

Que o Montillo fique no Cruzeiro e que faça bom proveito 2

Que o Montillo fique no Cruzeiro e que faça bom proveito


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

Este texto é uma resposta ao postCaso Montillo, Aliciamento, Contrato, Dívidas, Imprensa Paulista e seus ultimatos“, escrito pelo blogueiro cruzeirense e companheiro de Canelada, Bruno Vox. No texto ele relata sua visão da “novela” a envolver o jogador argentino, o time mineiro e o Sport Club Corinthians Paulista.

Deixo claro que escrevo este post em meio a uma possível retomada de negociação que, como sempre, é negada por todos, mas sempre há indícios de verdade.

Reproduzo, a seguir, o primeiro parágrafo de Bruno Vox, cuja íntegra pode ser lida aqui. O lead do post já dá mais ou menos o tom do que o torcedor cruzeirense deseja externar:

A novela Montillo parece que está chegando ao seu fim, felizmente. Apesar da pressão de empresário, jogador, do ex-presidente Zezé Perrella, alguns membros da diretoria celeste, salários atrasados e até mesmo da imprensa “estrangeira” de São Paulo, o jogador parece que vai mesmo ficar no Cruzeiro e como já escrevi, graças ao presidente Gilvan que foi firme na sua postura“.

Ao longo do texto, o blogueiro acusa o Corinthians de agir de forma antiética, a que chamou de “aliciamento” do atleta, entre outras afirmações.

Segue, em tópicos, minha opinião sobre o caso:

1. Sou contra o Montillo no Corinthians. Até ironizei na semana passada, que o Cruzeiro desejava vender uma Toyota Hilux a preço de Ferrari. Acho o futebol do argentino bom, seria um atleta de nível para compor o elenco, mas nada que o fizesse um salvador da pátria ou que, sinceramente, valesse tanto esforço da diretoria do Corinthians em trazê-lo. Pessoalmente, sou muito mais o Douglas, cujo futebol acho até superior, além da identificação que o jogador gremista já tem com a nação corinthiana. Pode até ser possível que o argentino venha para cá; será bem recebido, claro; conhecerá o que é jogar num clube do porte do Sport Club Corinthians Paulista, mas não o traria. Fica o aviso… como já havia avisado quando se falava na contratação do Adriano;

2. Bruno Vox fala de “aliciamento”, de “contrato” e de “pressão” por parte do empresário e até mesmo do jogador. Pois bem. A quem queremos enganar? Será que voltamos à época do Tostão (para manter o foco no Cruzeiro), quando se jogava, efetivamente, por amor? Acordem! Isso já era. Contrato está aí para ser rompido mesmo e não me vejam como antiético. Antiético é estipular uma multa absurda, justamente para prender um cara que não quer mais jogar lá e, pelo que li, Montillo quer se ver livre e bem longe da Toca da Raposa. E já que nos comentários de um santista (coitado!) se falou de Paulo Henrique Ganso, o mesmo se aplica ao jogador da Vila Belmiro. É ético, é moral? Não sei. Mas todos os clubes fazem, de uma forma ou de outra. Até os que se julgam sérios e acima do bem e do mal;

3. Salários atrasados: o cara já não recebe, segundo o próprio blogueiro, e o time quer prender o cara para dever mais? É isso mesmo? Olha. Eu antevejo um futuro sombrio para algumas equipes que “dão até as calças (e até mais alguma coisa)” para os atletas e depois não pagam salários, não cumprem com direitos de imagem e outras coisas. Há clubes que optam até por encerrar outras atividades e manter o atleta X ou Y o que é altamente temerário, além de não cumprir os tais preceitos éticos e morais… O Corinthians foi, historicamente, mal gerido por décadas e cansei de cortar na própria carne e escrever verdades. Mas isso tem mudado: aqui se paga em dia;

4. O termo “imprensa “estrangeira” de São Paulo” deixa transparecer, claramente, o velho bairrismo que sempre observamos em relação às coisas de São Paulo (estado ou cidade). O mesmo santista que comentou sobre PH Ganso volta a afirmar que a imprensa é corinthiana e também já cansei de escrever que a imprensa é de quem dá renda. É simples. Tenham mais de 30 milhões de torcedores, rompam a barreira dos seus estados de origem, transformem-se em times nacionais que a mídia vai olhar vocês com outros olhos. Dizem que para ter torcedores é preciso títulos, mas no Corinthians a torcida cresceu sem título nenhum. Mas isso é uma outra história porque aqui sempre foi e sempre será uma outra história;

5. O Corinthians demonstrou interesse pelo atleta, chegou a oferecer uma bela quantia em dinheiro, para os níveis do futebol nacional e jogadores, mas o Cruzeiro quer tirar a barriga da miséria com um jogador só… E aí fica difícil.


O que há de verdade nessa história toda?

Montillo quer sair do Cruzeiro e, não necessariamente, vir para o Corinthians. Isso está claro. Ele quer jogar no maior centro do país, quer disputar a Libertadores, quer estar mais próximo de Buenos Aires, até pelo filho especial que ele tem, quer ganhar bem e ser pago em dia. E quem oferece tudo isso a ele hoje é só um clube e… por mera coincidência é o Corinthians.

O presidente Gilvan de Pinho Tavares fica numa sinuca de bico. Sabe que precisa vender, sabe que o Cruzeiro está numa draga danada, mas não quer iniciar sua gestão perdendo seu principal (para não dizer único) bom jogador. Por isso tentar dificultar ao máximo aquilo que é quase inevitável, para fazer o torcedor acreditar que tem pulso e que quem manda é ele, e para valorizar o pouco que tem. É possível que ele segure o atleta ainda neste primeiro semestre, mas quando abrir a janela de transferência da Europa, já era.

Sinceramente, que o Montillo fique no Cruzeiro e que faça bom proveito. Desejo que ele tenha um excelente campeonato e que ajude a Raposinha fazer uma campanha melhor que o quase rebaixamento do ano passado e que só não aconteceu porque contou com a ajuda “regional” de seu principal adversário para escapar da degola.

Já curtiu o Blog Canelada no Facebook? Vem cá!

Já leu outros textos do Jornalista Sylvio Micelli? Vem cá!

Na Copinha, Corinthians conquista primeiro título do ano 0

Na Copinha, Corinthians conquista primeiro título do ano


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

O amado Sport Club Corinthians Paulista sagrou-se, na última quarta (25), campeão da 43ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Numa disputa emocionante contra o Fluminense Football Club, que jogou muito bem, o Timãozinho acabou campeão graças a dois gols de cabeça do zagueiro Antonio Carlos. Foi mais uma daquelas típicas viradas corinthianas a enlouquecer quase 37 mil torcedores no velho e bom Pacaembu e, certamente, a ganhar uma página na história do clube das viradas.

Dono da melhor campanha do torneio, jogando em casa e com o apoio da torcida, o Corinthians era o favorito ao título, mas o clube do Rio de Janeiro não apenas equilibrou as ações, como teve o domínio em boa parte do jogo. O técnico do Flu, Marcelo Veiga, optou por marcar os criadores de jogada do time corinthiano. Os laterais Denner e Cristiano pouco avançaram e a bola não chegava ao trio de ataque formado por Matheuzinho, Leonardo e Douglas.

No primeiro tempo, apesar da maior posse de bola, o Corinthians pouco criou. Pelo lado carioca, o bom atacante Marcos Júnior infernizava a defesa alvinegra. Ele criou três oportunidades de abrir o placar, mas contou com defesas do goleiro Matheus Caldeira.

Logo no começo da etapa final, o Fluminense fez 1 a 0. Em jogada de Marcos Júnior e falha do goleiro, Michael tocou para o gol vazio.

Com desvantagem no marcador, o Corinthians foi para cima correndo o risco dos contra-ataques. E este foi o retrato do segundo tempo: o Timãozinho atacava, às vezes até de forma atabalhoada e o Fluminense não conseguia aumentar a vantagem na rapidez de seu principal jogador.

Sobrou, assim, emoção. Além da contusão do goleiro Matheus Caldeira, que chegou a jogar alguns minutos sem condições, o zagueiro Antonio Carlos foi o “salvador da pátria”. Capitão do time fez os dois gols de cabeça, aos 20 e aos 43 minutos, em cobranças de escanteio para o delírio da Fiel que comemorou o oitavo título do Timãozinho na Copinha.

A campanha do Corinthians foi irretocável: oito vitórias em oito jogos; 30 gols marcados e apenas dois sofridos. O Fluminense até jogou melhor a última partida, o que engrandeceu o triunfo corinthiano.

E parabéns à molecada! Que estes jogadores, na medida do possível, sejam bem aproveitados pelo time principal.


Ficha Técnica

SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA 2 X 1 FLUMINENSE FOOTBALL CLUB

Competição: 43ª Copa São Paulo de Futebol Júnior
Rodada: 8ª (Final)
Local: Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho [Estádio do Pacaembu], São Paulo (SP)
Data: 25 de janeiro de 2012

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Alberto Poletto Masseira e Luis Alexandre Nilse (ambos de SP)
Quarto Árbitro: Marcelo Aparecido da Silva (SP)
Público: 37.659 torcedores
Renda: não divulgada

Gols: Antonio Carlos [C] (65′ e 88′); Michael [F] (48′)
Cartões amarelos: Anderson e Leonardo [C]; William, Silézio e Fabinho [G]

CORINTHIANS: Matheus (Ravi); Cristiano (Leandro), Antônio Carlos, Marquinhos e Denner; Anderson, Gomes, Giovanni (Wesley) e Matheuzinho; Douglas e Leonardo
Técnico: Narciso

FLUMINENSE (RJ): Silézio; Fabinho, Wellington Carvalho, Léo Lelis e Ronan; Higor, Willian, Rafinha e Eduardo (Fernando); Michael (Igor Julião) e Marcos Júnior
Técnico: Marcelo Veiga

Ficha Técnica by Gazeta Esportiva.Net

Já curtiu o Blog Canelada no Facebook? Vem cá!

Já leu outros textos do Jornalista Sylvio Micelli? Vem cá!

Corinthians e Fluminense: uma final de peso na Copinha 1

Corinthians e Fluminense: uma final de peso na Copinha


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

Logo mais às 10 da manhã, acontece a final da 43ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior. O jogo ocorre no “Monumental do Pacaembu” e terá transmissão de TV Aberta, fechada (Globo, Sportv, Rede Vida, ESPN, Band, Band Sports), enfim, uma festa para comemorar mais um aniversário da cidade de São Paulo.

Não será uma final qualquer. Reunirá as duas equipes que, juntas, venceram por 12 vezes o campeonato. Sport Club Corinthians Paulista com sete títulos e Fluminense Football Club, com cinco, são os maiores campeões do torneio.

O Corinthians também terá condições de devolver a derrota sofrida na final de 1973, quando perdeu dos tricolores cariocas nas prorrogação.

Nesta edição de 2012, o Fluminense venceu seis em sete jogos. Perdeu apenas um. Marcou 22 gols e sofreu sete. Subiu muito de produção das quartas de final para a final, goleando Grêmio (RS), Desportivo Brasil e Coritiba (PR).

A campanha do Corinthians é absolutamente perfeita. Sete jogos, sete vitórias. Absurdos 28 gols marcados e apenas um sofrido e ainda, pelo goleiro reserva. Goleadas de 9, 6, 5 gols já aconteceram

Mas… a frase é velha e sempre renasce. Decisão é decisão e vice-versa.

Narciso deve vir a campo com o que tem de melhor: Matheus; Cristiano, Antônio Carlos, Marquinhos e Denner; Anderson, Gomes, Giovanni e Matheuzinho; Douglas e Leonardo.

Força, molecada e como diz o mestre (tricolor) Nelson Rodrigues: “O jovem tem todos os defeitos do adulto e mais um: o da inexperiência”. Então, calma e paciência que assim o título será nosso!

E que vença o melhor e, se possível, que o melhor seja o Sport Club Corinthians Paulista… porque se não for terá sido uma baita injustiça.

Coringão pega a “Barcelusa” no jogo da entrega de faixas 0

Coringão pega a “Barcelusa” no jogo da entrega de faixas


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

A noite desta quarta (18), será marcada por uma grande festa no Estádio do Pacaembu. Sport Club Corinthians Paulista e Associação Portuguesa de Desportos fazem uma partida amistosa e que marcará o encontro dos campeões da série A e B do Campeonato Brasileiro 2011. No evento será feita a entrega das faixas para os times campeões.

Tite permanece testando o time que estreia no Campeonato Paulista 2012, no próximo sábado, contra o Mirassol. O esquema deve ser o mesmo do amistoso contra o Flamengo, realizado no último domingo. No primeiro tempo jogam os titulares e na etapa final entram os reservas. Liédson será poupado e Adriano, ausente do treino realizado ontem, nem ficará no banco. Élton fará sua estreia e Willian substituirá a Danilo que iniciou o amistoso contra o Flamengo como titular.

O jogo desta noite tem mais um tempero. Numa correta homenagem ao Doutor Sócrates, o vencedor da partida levará o troféu que leva o nome do jogador que fez história no Corinthians e na Seleção Brasileira.

A Lusa, por sua vez, virá com seu time completo e que sobrou na disputa da série B no ano passado. Também haverá homenagem lusitana ao jogador Capitão, além da estreia do novo uniforme.


A história

Corinthians e Portuguesa tem mais de 90 anos de história. Tudo começou em 12 de junho de 1921. Pelo Campeonato Paulista, no estádio da Ponte Grande, antigo campo do Corinthians, o Timão goleou por 5 a 0.

De lá para cá já aconteceram 249 partidas e há ampla vantagem do Corinthians que venceu por 140 vezes. A Lusa venceu 58 vezes e há 51 empates. Foram 293 gols marcados e 212 sofridos.

O mais recente jogo entre as equipes aconteceu na estreia de ambos no Campeonato Paulista do ano passado. O Timão venceu por 2 a 0 com um gol olímpico de Roberto Carlos e o volante Paulinho completou a vitória corinthiana, no estádio do Pacaembu.


O estádio

O Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, mais conhecido por Estádio do Pacaembu, pertence à prefeitura de São Paulo. É considerada “a casa” do Corinthians que joga com maior frequência no local.

Essa será a partida de número 150 que o Corinthians disputará no Pacaembu contra a Portuguesa. O Corinthians venceu 79 jogos, empatou 38 e perdeu 32 jogando no estádio paulistano.

A mais recente partida do Corinthians no estádio foi no dia 4 de dezembro do ano passado. O empate de 0 a 0 diante do Palmeiras ratificou o quinto título nacional da equipe de Parque São Jorge.


Ficha Técnica – Jogo 2/2012

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE DESPORTOS X SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

Competição: Amistoso Nacional
Rodada: Única
Local: Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho [Estádio do Pacaembu], São Paulo (SP)
Data: 18 de janeiro de 2012

Árbitro e Assistentes: não informados

PORTUGUESA: Wéverton; Luis Ricardo, Leandro Silva, Renato e Marcelo Cordeiro; Boquita, Léo Silva, Henrique e Edno; Vandinho e Rodriguinho
Técnico: Jorginho Cantinflas

CORINTHIANS: Júlio César; Alessandro, Paulo André, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Alex; Willian, Élton e Emerson Sheik
Técnico: Tite

Timãozinho fura retranca do Goiás e segue na Copinha 0

Timãozinho fura retranca do Goiás e segue na Copinha


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

Um jogo de um time só. Foi o que se pode observar no último sábado, quando o Corinthians bateu a equipe do Goiás na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Apesar de bem montado, a equipe do Planalto Central veio claramente para se defender e explorar os poucos contra-ataques que o alvinegro permitiu. E foi o que efetivamente aconteceu.

Classificado de forma invicta na fase de grupos, o Timãozinho impôs seu jogo desde o primeiro instante. O Goiás, que também foi líder de seu grupo, buscava as falhas do Corinthians, que pouco surgiam. O time goiano, no jogo inteiro, teve duas oportunidades. A principal, ainda no primeiro tempo, foi com Liniker, que frente a frente com Matheus, perdeu o gol. A equipe do centro do país também investiu forte na marcação dos laterais corinthianos Denner e Cristiano, que têm sido os principais armadores do time.

O Timãozinho, por sua vez, teve boas oportunidades com Leandro e Giovanni, mas o ataque esbarrava na boa apresentação do goleiro Leanderson.

De tanto atacar e dominar, o Corinthians acabou sendo premiado no final do jogo. Aos 32 minutos do segundo tempo, Matheusinho aproveitou-se de uma falha da zaga e com categoria só desviou a bola do goleiro. Na comemeração homenageou Sócrates com o braço esticado e o punho cerrado.

Com o resultado a favor, o Timãozinho gastou o tempo até o final da partida e classificou-se para as oitavas-de-final. O adversário será o Primeira Camisa de São José dos Campos que derrotou o Taubaté no clássico do Vale do Paraíba.

O jogo será na terça (17), às 16 horas, com transmissão da Sportv, ESPN e TV Corinthians.


Ficha Técnica

SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA 1 X 0 GOIÁS ESPORTE CLUBE

Competição: 43ª Copa São Paulo de Futebol Júnior
Rodada: 4ª (Eliminatório para as Oitavas-de-final)
Local: Estádio Municipal Alfredo Chiavegato, Jaguariúna (SP)
Data: 14 de janeiro de 2012

Árbitro: Luiz Vanderlei Martinucho (SP)
Assistentes: David Botelho Barbosa e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (ambos de SP)
Quarto Árbitro: Marcelo Aparecido da Silva (SP)
Público e renda: não divulgados

Gol: Matheusinho [C] (77′)
Cartões amarelos: Nikolas [C]; Luiz Gonzaga e Paulo Henrique [G]
Cartão vermelho: Nikolas [C]

CORINTHIANS: Matheus, Cristiano, Antonio Carlos (Nikolas), Marquinhos e Denner; Everson, Anderson e Giovanni; Matheuzinho, Douglas (Leandro) e Leonardo (Paulinho)
Técnico: Narciso

GOIÁS (GO): Leanderson, Andrei, Ray, Luiz Gonzaga e João Carlos; Tharles, Rodrigo e Liniker (Erik); Péricles, Assuério e Paulo Henrique
Técnico: Marcelo Gaúcho

PRÓXIMO JOGO:
CORINTHIANS X PRIMEIRA CAMISA (SP) – TERÇA – 17/01/2012 – 16 HORAS – JAGUARIÚNA (SP)

5 visitantes online agora
0 visitantes, 5 bots, 0 membros
Máx. de visitantes hoje: 10 às 12:45 am BRT
Este mês: 28 às 06-04-2017 07:36 pm BRT
Este ano: 31 às 03-30-2017 10:25 am BRT
No total: 111 às 03-18-2011 02:35 am BRT