Tagged: Rádio Bandeirantes

Reprodução 0

Primeiro empate do Corinthians no Paulistão tem arbitragem ruim e violência do adversário


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada


Ouça os gols da partida com a narração de José Silvério e reportagens de Leandro Quesada da Rádio Bandeirantes

Corinthians 0 X 1 Bragantino – Serginho

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Corinthians 1 X 1 Bragantino – Luís Ramirez

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


Lead

Pela quinta rodada do Paulistão 2012, o Sport Club Corinthians Paulista empatou em 1 a 1 com o Clube Atlético Bragantino no Pacaembu. O Timão perdeu a liderança do campeonato, mas tem a mesma pontuação de São Paulo e Paulista (13 pontos) e está em terceiro lugar com base nos critérios de desempate.

A partida foi marcada por uma péssima arbitragem que prejudicou o Corinthians validando um gol irregular, deixando de marcar ao menos um pênalti claríssimo (há quem tenha visto dois pênaltis) e, principalmente, sendo conivente com a violência praticada pelo time de Bragança Paulista.


O jogo

O Corinthians começou sendo prejudicado logo a dois minutos. Romarinho bateu uma falta de longa distância. O jogador André Astorga, além de impedido, ainda tentou colocar a mão na bola. A zaga corinthiana parou e na continuação da jogada confusa, Serginho bateu para marcar o gol do Bragantino.

Com a força da torcida, o Timão foi para cima e fez o nome do goleiro Alê que teve importantes defesas no primeiro tempo em ataques de Leandro Castan e Jorge Henrique. Liédson quase marcou de cabeça. O clube do interior tentou explorar os contra-ataques, sem sucesso, sempre passando a bola pelos pés de Romarinho e Giancarlo.

Abusando da violência, o zagueiro Murilo foi expulso ainda no primeiro tempo com dois cartões amarelos.

Logo no começo da etapa final, o Timão empatou. O meia peruano Luís Ramirez, o homem dos gols bonitos, fez outro golaço. Recebeu a bola na intermediária, avançou e bateu firme de fora da área, sem chance para Alê.

Com o empate, o Corinthians foi na pressão para virar o jogo. Acabou não tendo êxito. Primeiro porque o Bragantino, além da retranca, abusava da violência. André Astorga, por exemplo, fez quatro faltas violentas para expulsão direta e foi advertido apenas com cartão amarelo. Segundo porque o time não conseguia se livrar da retranca adversária.

Tite ousou e ficou com um zagueiro e um lateral colocando o time inteiro no ataque. Sacou Chicão e colocou Élton e tirou Ramon para a entrada de Vitor Júnior. O problema é que Vitor Júnior acabou sendo expulso, com justiça, depois de dez minutos em campo por duas faltas fortes cometidas. Tite teve de recompor a defesa tirando Gilsinho e colocando Welder.

No final, com uma arbitragem ruim e com a violência do adversário, o Corinthians empatou e conseguiu manter sua invencibilidade na competição. Claro que os anticorinthianos nada falarão sobre isso porque a eles, nossos prejuízos não interessam.

O Timão volta a campo no meio de semana jogando em Mogi Mirim contra o time da casa.


Ficha Técnica

Na história:
41 jogos – 19 vitórias do Corinthians X 6 vitórias do Bragantino e 16 empates
Corinthians: 68 gols X Bragantino: 36 gols

Jogo 07/2012 – 4 V – 2 E – 1 D – 9 GF – 5 GC – SG 4
Artilheiros: Alessandro, Alex, Chicão, Élton, Emerson, Liédson, Luís Ramirez e Paulinho (1 gol cada)
Gol contra: Dezinho (Mirassol)

No Paulistão 2012 – 4 V – 1 E – 0 D – 7 GF – 2 GC – SG 5 – 3º lugar – 13 pontos
Artilheiros: Alessandro, Chicão, Élton, Emerson, Luís Ramirez e Paulinho (1 gol cada)
Gol contra: Dezinho (Mirassol)


SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA 1 X 1 CLUBE ATLÉTICO BRAGANTINO

Competição: Campeonato Paulista 2012 – Série A
Rodada: 5ª
Local: Local: Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho [Estádio do Pacaembu], São Paulo (SP)
Data: 5 de fevereiro de 2012

Árbitro: Leonardo Ferreira Lima (SP)
Assistentes: Fabio Luiz Freire e Maíza Teles Paiva (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Claudinei Forati Silva e Edson Reis Pavani Junior (ambos de SP)

Público: 16.282 torcedores
Renda: R$ 510.642,50
Cartões amarelos: Paulinho, Gilsinho e Vitor Júnior [C]; André Astorga, Murilo Henrique, Alê, Giancarlo e Diego Paulista [B]
Cartões vermelhos: Vitor Júnior [C]; Murilo Henrique [B]

Gols: Luís Ramirez [C] (51′); Serginho [B] (2′)

[Notas do Micelli]

CORINTHIANS: Júlio César [6]; Alessandro [6], Chicão [6] (Élton [S/N]), Leandro Castan [7] e Ramon [6] (Vitor Júnior [1]); Ralf [7], Paulinho [6] e Luís Ramirez [7]; Gilsinho [6] (Welder [S/N]), Jorge Henrique [7] e Liédson [6]
Técnico: Tite [7]

BRAGANTINO: Alê [8]; Murilo Henrique [3], André Astorga [4] e Luís Henrique [6]; Victor Ferraz [5], Eder [6], Serginho [7], Romarinho [7] (Diego Paulista [6]) e Léo Jaime [6]; Paulo Roberto [6] (Guilherme Mattis [S/N]) e Giancarlo [7] (Bruno [S/N])
Técnico: Marcelo Veiga [6]

 

 

 

Ficha Técnica by Gazeta Esportiva.Net


PRÓXIMA PARTIDA:

MOGI MIRIM X CORINTHIANS – PAULISTÃO 2012
QUARTA – 8 DE FEVEREIRO DE 2012 – ESTÁDIO ROMILDÃO, MOGI MIRIM

Já curtiu o Blog Canelada no Facebook? Vem cá!

Já leu outros textos do Jornalista Sylvio Micelli? Vem cá!

Golaço de Emerson salva Corinthians em jogo ruim 0

Golaço de Emerson salva Corinthians em jogo ruim


por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada


Ouça o gol da partida com a narração de José Silvério e reportagens de Alexandre Praetzel da Rádio Bandeirantes

Corinthians 1 X 0 Linense – Emerson

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


Ouça o gol da partida com a narração de Rogério Assis, reportagens de Márcio Spímpolo e comentários de Flávio Prado da Rádio Jovem Pan

Corinthians 1 X 0 Linense – Emerson

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


Lead

Pela terceira rodada do Campeonato Paulista 2012, o Sport Club Corinthians Paulista venceu o Clube Atlético Linense com um golaço de Emerson na etapa final. O Timão não jogou bem, mas a vitória manteve os 100% de aproveitamento nas três primeiras partidas. Agora, apenas Corinthians e São Paulo venceram todos os seus jogos no Paulistão.


O jogo

Em casa, diante da torcida, o Corinthians impôs seu jogo desde o início. Logo no começo da partida, houve uma falta penal em Alex, não marcada pelo juiz. Logo em seguida, Emerson bateu com perigo para fora e mostrou que o jogo em linha da defesa do Linense não funcionava.

Apesar do início promissor, o Corinthians ficou preso à forte marcação da equipe do Interior, que tentava contra-ataque rápido, principalmente com Diego Macedo.

Ainda na primeira etapa, o Linense teve um gol anulado pela arbitragem. Após cobrança de escanteio por Éder, o zagueiro Fabão se apoiou em Danilo. A bola entrou, mas o juiz anulou a jogada.

O cenário do segundo tempo pouco foi alterado. O Timão detinha as melhores jogadas e a posse de bola, mas esbarrava no bom goleiro Douglas e faltava a ligação do meio com o ataque.

Quase no final da partida, Alex fez boa jogada pela esquerda, o goleiro Douglas espalmou para o lado, mas encontrou Emerson Sheik que, de primeira, mandou uma bomba. Um golaço que valeu a vitória corinthiana e garantiu os três pontos na competição.

No geral, o jogo foi fraco tecnicamente. O Corinthians mostrou falhas na ligação do meio com o ataque e Liédson, mais uma vez, sentiu a contusão que o acompanha desde o ano passado. O time só melhorou quando Jorge Henrique entrou no lugar do Danilo dando mais velocidade ao ataque.


Ficha Técnica

Na história:
12 jogos – 9 vitórias do Corinthians X 2 vitórias do Linense e 1 empate
Corinthians: 25 gols X Linense: 13 gols

Jogo 05/2012 – 3 V – 1 E – 1 D – 7 GF – 4 GC – SG 3
Artilheiros: Alessandro, Alex, Chicão, Élton, Emerson e Liédson (1 gol cada)
Gol contra: Dezinho (Mirassol)

No Paulistão 2012 – 3 V – 0 E – 0 D – 5 GF – 1 GC – SG 4 – 2º lugar – 9 pontos
Artilheiros: Alessandro, Chicão, Élton e Emerson (1 gol cada)
Gol contra: Dezinho (Mirassol)


SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA 1 X 0 CLUBE ATLÉTICO LINENSE

Competição: Campeonato Paulista 2012 – Série A
Rodada: 3ª
Local: Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho [Estádio do Pacaembu], São Paulo (SP)
Data: 29 de janeiro de 2012

Árbitro: Marcelo Rogério (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP)
Assistentes adicionais: Camilo Morais Zarpelão e Adriano de Assis Miranda (ambos de SP)

Público: 16.510 torcedores
Renda: R$ 461.185,50
Cartões amarelos: Élton e Jorge Henrique [C]; Anderson, Diego Macedo, Bruno Quadros e Fabão [L]

Gol: Emerson [C] (79′)

[Notas do Micelli]

CORINTHIANS: Júlio César [6]; Alessandro [6], Chicão [6], Leandro Castan [7] e Fábio Santos [5]; Ralf [6], Paulinho [6], Danilo [6] (Jorge Henrique [7]) e Alex [8]; Emerson [7] (Vitor Júnior [S/N]) e Liédson [5] (Élton [S/N])
Técnico: Tite [6]

LINENSE: Douglas [7]; Anderson [6], Fabão [7] e Bruno Quadros [6]; Diego Macedo [7], Elias [6], Makelelê [6], Éder [7] e Alexandre Silva [6] (Bruno Farias [S/N]); Chimba [5] (Neto [S/N]) e Lenilson [6] (João Henrique [S/N])
Técnico: Pintado [6]

Ficha Técnica by Gazeta Esportiva.Net


PRÓXIMA PARTIDA:

ITUANO X CORINTHIANS – PAULISTÃO 2012
QUARTA – 1 DE FEVEREIRO DE 2012 – ESTÁDIO NOVELLI JÚNIOR, ITU

Já curtiu o Blog Canelada no Facebook? Vem cá!

Já leu outros textos do Jornalista Sylvio Micelli? Vem cá!

Corinthians não joga nada e, com justiça, é derrotado pelo “lanterna” do Campeonato 0

Corinthians não joga nada e, com justiça, é derrotado pelo “lanterna” do Campeonato


Ouça a narração de José Silvério com reportagens de Leandro Quesada
(Grupo Bandeirantes de Rádio)

Fábio Júnior (pen) (34′)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Chicão (pen) (45′)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Amaral (87′)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

Pela 33ª rodada, o Sport Club Corinthians Paulista, (ainda) líder do Campeonato Brasileiro, foi a Uberlândia jogar contra o último colocado, o América Futebol Clube de Minas Gerais. Em que pese jogar fora de casa, a maioria da torcida era corinthiana; o Vasco, principal adversário do título alvinegro foi derrotado pelo Santos, enfim, teria sido a rodada perfeita. Exceto por um motivo: o Corinthians nada jogou, tropeçou nos próprios erros e acabou sendo vencido com justiça no final da partida.

Tudo bem que o primeiro gol do time mineiro foi marcado num pênalti inexistente, aliás, mais um erro contra o Corinthians nessa reta final. Mas nada justifica o sono do time, especialmente na etapa final e que foi fundamental para a derrota diante de um time fraco, quase sem forças, que ganha uma mera sobrevida nesta rodada.

As colocações no campeonato não foram alteradas. O Timão permanece líder. E que isso acenda um farol amarelo do tamanho do sol para avisar a todos de que o campeonato não está ganho e que é preciso de alma e de raça para vestir o manto sagrado corinthiano, que foi o que faltou nesta rodada.

Na próxima rodada, o Corinthians recebe, no Pacaembu, o Atlético Paranaense, outro sério candidato ao rebaixamento e temos a obrigação de vencer para manter a liderança. O Timão tem dado muita chance ao azar. Agora acabou. Ou o time entra sério na reta final para ganhar um campeonato que é liderado pela equipe há 22 rodadas ou perderá, novamente, um campeonato considerado ganho, a exemplo do que ocorreu no ano passado.


O jogo

O primeiro tempo começou e terminou morno.

O primeiro grande erro do Corinthians na partida foi a escalação de Alex. Se o atleta não reunia condições de físicas de jogar, por que entrou? Entrou para sair aos 15 minutos de jogo e dar lugar a Emerson e queimar uma substituição. Não sei de quem é a falha, mas o Timão se comportou como um time de várzea, sem nenhuma ofensa aos varzeanos.

A primeira oportunidade real de gol pertenceu aos mineiros. Aos 16 minutos, Rodriguinho bateu da intermediária com força, obrigando Julio Cesar a grande defesa. Aos 25 minutos, Fábio Santos dominou a bola na intermediária, fez grande jogada e bateu para a boa defesa de Neneca. Quase o Timão abre o placar.

Muito truncado no meio de campo, o jogo foi se arrastando na primeira etapa até que o juiz inventou um pênalti para o América Mineiro. Kempes foi lançado em profundidade e caiu na disputa de bola com Alessandro. Nem foi falta, nem foi dentro da área. Mas o veterano Fábio Júnior bateu com categoria para abrir o placar.

No final do primeiro tempo, o Timão empatou. Em jogada individual, Emerson foi derrubado por Amaral dentro da área. Antes que se fale em lei da compensação ou qualquer outra bobagem do gênero, foi falta penal. Chicão, de volta ao time após quase dois meses, empatou o jogo.

Iniciado o segundo tempo, imaginava-se que haveria a emoção ausente da primeira etapa e que o time do Corinthians, candidato ao título fosse para cima do América para resolver o jogo.

Não foi o que aconteceu. O jogo no segundo tempo conseguiu ser pior que o primeiro. Tudo bem que o Timão pressionou até os 15 minutos do segundo tempo, mas a única emoção de fato foi com um chute de Emerson, logo a seis minutos.

Parecia que o time se contentava com o empate e cadenciava o jogo diante do “lanterna” da competição. O América, numa luta inglória contra o rebaixamento, nada fazia para atormentar o Corinthians. Limitava-se a defender e a truncar o jogo no meio de campo.

No final do jogo, merecidamente, o Corinthians foi punido. Numa cobrança de falta a média distância, Amaral se redimiu do pênalti no primeiro tempo. Com violência e contando com a visão encoberta de Julio Cesar, fez o gol que deu números finais à partida.

Apesar dos cinco minutos de acréscimo – um exagero, diga-se de passagem – o Corinthians não achou uma bola para ao menos empatar o jogo.


Notas do Micelli

1 Julio Cesar - Pouco acionado, não teve falhas nos gols que sofreu. Nota 6
2 Alessandro - Fraco. Além do pênalti inexistente, pouco auxiliou na armação de jogadas. Nota 5
S18 Welder - Entrou no segundo tempo e manteve o mesmo “trabalho” de Alessandro. Fraco. Nota 5
3 Chicão - Voltou com a força que um líder deve ter. Marcou o gol do time, mas fez a falta que originou o gol da derrota. Nota 6
25 Wallace - Ao substituir Leandro Castan, não comprometeu. Nota 6
6 Fábio Santos - Foi o autor individual da melhor jogada da partida. Nota 7

5 Ralf - Esteve abaixo da média, como todo o meio de campo corinthiano. Nota 6
8 Paulinho - Não “entrou” em campo. Não armou, não marcou, não nada. Nota 5
20 Danilo - O final de temporada mostra que está abrindo o bico. Muito fraco e sem criatividade. Nota 5

12 Alex - Pouco tempo. Sem nota. Falha gritante da comissão técnica e do departamento médico. Saiu aos 15 minutos do primeiro tempo.
S11 Emerson - Correu muito, mas sem perspectiva. Foi responsável pelo lance do pênalti e nada mais. Nota 6
7 Willian - Foi o único que correu no time e mesmo assim, sem a criatividade necessária para ajudar o time. Nota 6
S21 Edenílson - Pouco tempo. Sem nota.
9 Liédson - Fraco até porque o meio de campo foi nulo e ele não teve a capacidade de buscar o jogo fora da área. Nota 5

Tite - foi covardão. Deveria ter tirado o Danilo ao invés do Willian e ter dado mais força ao ataque. Fraco. Nota 5


AMÉRICA FUTEBOL CLUBE (MG) 2 X 1 SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

Local: Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG)
Data: 6 de novembro de 2011
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Julio Cesar Rodrigues Santos (RS)
Público e renda: não divulgados

Gols: Fábio Júnior (pen) [A] (34′) e Amaral [A] (87′); Chicão (pen) [C] (45′)
Cartões amarelos: Micão, Amaral e Fábio Júnior [A]; Alessandro e Chicão [C]

AMÉRICA-MG: Neneca; Anderson, Micão e Everton; Marcos Rocha, Leandro Ferreira, Amaral, Rodriguinho e Carleto; Kempes (Léo) e Fábio Júnior (Dudu)
Técnico: Givanildo Oliveira

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro (Welder), Chicão, Wallace e Fábio Santos; Paulinho, Ralf e Alex (Emerson); Willian (Edenílson), Danilo e Liedson
Técnico: Tite

Ficha Técnica by Gazeta Esportiva.Net

Colocação: 1ª posição com 58 pontos
Campanha: 33 J – 17 V – 7 E – 9 D – 47 GF – 34 GC – 13 SG
Artilheiros: Liédson (10 gols); Paulinho (7 gols); Alex e Willian (6 gols cada); Emerson (5 gols); Chicão (4 gols); Danilo e Jorge Henrique (3 gols cada); Leandro Castán, Ralf e Ramon (1 gol cada)

________________________________________________________________________________

Este e outros textos você encontra no Blog do Sylvio Micelli.

Corinthians vence primeira “final antecipada” e amplia vantagem 0

Corinthians vence primeira “final antecipada” e amplia vantagem

Ouça a narração de Ulisses Costa com reportagens de Leandro Quesada
(Grupo Bandeirantes de Rádio)

Willian (76′)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

No melhor jogo do campeonato até aqui, com um Pacaembu embalado por mais de 35 mil torcedores, o Sport Club Corinthians Paulista venceu o Sport Club Internacional, em partida antecipada da 12ª rodada. O resultado de 1 a 0 foi de suma importância, porque fez com o Timão atingisse o mesmo número de jogos dos demais clubes.

A equipe gaúcha veio com a missão de parar o alvinegro e não deixar que o Corinthians disparasse no campeonato. Foi em vão. Num jogo de xadrez, como afirmou o técnico Tite ao final da partida, o Inter cometeu apenas um erro de marcação e foi fatal.

Foi mais uma vitória do grupo, daquilo que o técnico corinthiano chama de “futebol solidário”. Nove jogos, oito vitórias e o Corinthians beira a perfeição. Em menos de um quarto do campeonato, já ganhou um terço de pontos de uma equipe campeã. E este é o caminho. Sempre com lealdade, humildade e procedimento.


O jogo

O primeiro tempo foi marcado por acirrada disputa no meio de campo, até com alguns lances mais ríspidos.

A primeira grande chance da partida foi do alvinegro. Numa troca de passes, Jorge Henrique deixou Willian de cara para o gol. O atacante mandou para fora, muito perto do gol de Muriel.

No lance seguinte, quase o Colorado abriu o marcador. Leandro Damião foi lançado em profundidade, driblou Julio Cesar na velocidade e na hora de cruzar para Zé Roberto, sozinho na pequena área, Fábio Santos salvou o primeiro gol gaúcho.

D’Alessandro ainda tentaria um chute de dentro da área e o Timão pressionaria, sem êxito, até o final do primeiro tempo.

De volta para a etapa final, o Timão quase abriu o placar. Logo a dois minutos, Alex cobrou uma falta fechada e Muriel espalmou para fora.

Aos 12 minutos, quase Oscar abriu o placar para os gaúchos. Cobrança de escanteio de D’Alessandro, Chicão afastou parcialmente de cabeça. No rebote, Oscar mandou a bomba que triscou a trave corinthiana.

Até metade do segundo tempo, o Colorado teve algum domínio do jogo, mas sem transformar isso em jogadas de perigo.

Aos 27 minutos, o Timão armou um contra-ataque. Numa troca de passes entre Jorge Henrique e Emerson na área, a bola é rolada para Willian que falhou na hora de bater para o gol.

No lance seguinte, Willian não perdoou. Numa jogada iniciada com Emerson, a bola é passada para Paulinho. Ele rolou para Willian que, mesmo cercado por dois marcadores, chutou cruzado sem chance para Muriel fazendo explodir o Pacaembu. 1 a 0.

Nos quinze minutos finais, o Corinthians se fechou e o Inter teve posse de bola, mas sem conseguir esboçar reação.

Fim de papo. Mais uma vitória do líder, num jogo fantástico, marcado, aguerrido como é comum da história de Corinthians e Internacional.

Pela décima rodada, em jogo adiado devido à participação do Brasil na Copa América, o Timão viaja ao Rio de Janeiro para enfrentar o Botafogo, na próxima quarta-feira.


Notas do Micelli

1 Julio Cesar - Não houve comprometimento e o arqueiro esteve atento ao ataque colorado. Nota 7

18 Welder - Mais uma vez, esbanjou um belo futebol. Apoiou muito no ataque e foi firme na marcação. Nota 8
S25 Wallace - Pouco tempo. Sem nota.
3 Chicão - O velho capitão e xerife de sempre. Fez uma marcação implacável em D’Alessandro. Nota 8
4 Leandro Castan - Um jogador de conjunto. É uma espécie de “puxador” da linha de zagueiros. Nota 7
6 Fábio Santos - Forte no apoio, foi fundamental ao evitar um gol do Inter no primeiro tempo. Nota 7

5 Ralf - Continua jogando muito. Deveria estar na Argentina. Para nossa sorte, está aqui. É, seguramente, no momento, o melhor volante do futebol brasileiro. Nota 8
8 Paulinho - Mostrou inteligência no lance do gol e é sempre um perigo nos chutes à distância. Nota 7
12 Alex - Substituiu Danilo, suspenso, sem a mesma categoria. Quase fez um gol de falta no início do segundo tempo. Nota 7
23 Jorge Henrique - Velocidade com a intenção de infernizar a defesa adversária. Nota 7

7 Willian - O talismã. Decidiu no final de semana. Decidiu hoje. Perdeu um gol incrível. Não perdoou no segundo. Ótima fase. Nota 8
S21 Edenílson - Pouco tempo. Sem nota.
9 Liedson - Foi abaixo da média. Não conseguiu se livrar da marcação e abusou das faltas. Deveria, até, ter tomado um cartão amarelo. Nota 6
S11 Emerson - Entrou na metade do segundo tempo para resolver o jogo. Arisco, infernizou o Inter e participou da jogada do gol. Nota 7


SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA 1 X 0 SPORT CLUB INTERNACIONAL

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 14 de julho de 2011 (quinta)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e
Guilherme Dias Camilo (MG)

Público: 35.158 pessoas
Renda: R$ 1.197.674,50

Gol: Willian [C] (76′)
Cartões amarelos: Zé Roberto e Gilberto [I]

CORINTHIANS: Julio Cesar; Welder (Wallace), Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Alex; Willian (Edenílson), Jorge Henrique e Liédson (Emerson)
Técnico: Tite

INTERNACIONAL: Muriel; Nei (Gilberto), Bolívar, Juan e Kleber; Guiñazu, Bolatti, Oscar e D’Alessandro; Zé Roberto (Alex) e Leandro Damião
Técnico: Paulo Roberto Falcão

Ficha Técnica by Gazeta Esportiva.Net

Colocação: 1ª posição com 25 pontos
Campanha: 9 J – 8 V – 1 E – 0 D – 17 GF – 4 GC – 13 SG
Artilheiros: Willian (5 gols); Liédson (4 gols); Chicão, Danilo e Paulinho (2 gols cada);
Jorge Henrique e Ralf (1 gol cada)

___________________________________________________________________________________

Este e outros textos você encontra no Blog do Sylvio Micelli.
Vote no Micelli para o prêmio Top Blog 2011! Obrigado!

Corinthians massacra o 5ão Paulo. E foi até pouco… 0

Corinthians massacra o 5ão Paulo. E foi até pouco…

Ouça a narração de José Silvério com reportagens de Leandro Quesada
(Grupo Bandeirantes de Rádio)

Danilo (46′)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Liédson (53′)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Liédson (60′)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Liédson (79′)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Jorge Henrique (82′)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

por Sylvio Micelli

Texto originalmente escrito para o Blog Canelada

Ok. O São Paulo jogou sem Lucas. Ok. O São Paulo ainda não pode contar com Luís Fabiano. Ok. O São Paulo teve que escalar jogadores novos, numa reformulação pretendida pela própria diretoria. Ok. O Carlinhos Paraíba foi expulso, ainda no primeiro tempo, de forma justa, e o São Paulo ficou com 10 em campo. Mas quaisquer dessas afirmações não explica o que se viu no Pacaembu, na tarde-noite do “Majestoso”.

Com um segundo tempo absolutamente perfeito, o Sport Club Corinthians Paulista goleou o São Paulo Futebol Clube por 5 a 0, time até então invicto no campeonato. O resultado, além de brecar o Tricolor, isola o Timão na vice-liderança e dá novo ânimo ao campeonato.


O jogo

O Timão teve 28 finalizações, contra apenas cinco do São Paulo e isso, sim, explica muita coisa. E mesmo quando jogaram 11 contra 11, o Corinthians foi superior.

O alvinegro do Parque São Jorge começou na pressão. Logo a um minuto, Paulinho deu belo chute de fora da área com ótima defesa de Rogério Ceni. Em seguida, Fábio Santos mandou uma bomba que explodiu na defesa. O São Paulo tentou equilibrar as ações com Marlos e Dagoberto, mas insistia nas jogadas individuais e optou por jogar apenas nos contra-ataques.

Aos 15 minutos, uma bela jogada de Ralf, que limpou a marcação com habilidade e bateu colocado da entrada da área. Com perigo a bola passou à direita do gol. Pelo lado do São Paulo, Dagoberto não aproveitou as duas oportunidades que teve. Danilo chegou a dar um bom chute, de longa distância, mas o primeiro tempo terminou 0 a 0. O São Paulo jogou fechado e procurou explorar os contra-ataques e o Timão foi muito mais efetivo no ataque.

Aos 40 minutos, Carlinhos Paraíba foi expulso. Fez uma falta violenta em Welder e desnecessária no meio de campo. Poderia até ter sido expulso direto. Tomou o segundo amarelo. O primeiro cartão, o atleta sãopaulino recebeu oito minutos antes numa disputa mais ríspida com Paulinho e ambos foram advertidos.

O São Paulo reclama, e com razão, que Jorge Henrique não recebeu um cartão amarelo por uma falta em Marlos, uns minutos antes. Mas isso, não mudaria o resultado do jogo. As reclamações exageradas de Rogério Ceni, também advertido, nada resolveriam.

De volta ao segundo tempo, começou o show alvinegro.

Aos 43 segundos, Danilo abriu o placar. E foi um golaço, desses que serão repetidos até o final do campeonato. Cruzamento de Jorge Henrique, Liédson tenta dominar e a bola sobra para Danilo que dá um corte seco em Bruno Uvini e com Rogério Ceni caído, apenas rola para o gol.

Pouco tempo depois, Willian cobrou um escanteio e Leandro Castan desviou de cabeça. A bola passou muito perto e saiu à direita do gol. Logo em seguida, Ceni faz grande defesa num chute de Jorge Henrique e mandou a bola para escanteio.

Mas na cobrança, o Timão amplia. Willian bateu com perigo e Paulinho desviou para o gol. Ceni faz boa defesa, mas larga a bola nos pés de Liédson que, com frieza e categoria, dá apenas um leve toque por cobertura para fazer 2 a 0.

Willian continuou aprontando. Fez bela jogada, deu um lençol no adversário e tocou para Welder, que finalizou à esquerda do gol.

Ralf quase marca o terceiro. Ele acertou um chute de fora da área e a bola explodiu na trave esquerda do gol de Rogério Ceni.

Em seguida, Liédson faz 3 a 0. Ele recebeu lançamento na área de Danilo e só teve o trabalho de ajeitar e mandar a bomba.

Com 15 minutos e três gols, o Corinthians relaxou e começou a valorizar a posse de bola. Perdido em campo, o São Paulo não conseguia atacar.

Aos 30 minutos Liédson tentou um voleio, defendido por Rogério Ceni. Mas pouco tempo depois, Danilo avançou livre pela esquerda e cruzou rasteiro para Liédson, que passou por trás da defesa sãopaulina e apenas empurrou a bola para o fundo do gol, para fazer 4 a 0.

Aos 37 minutos, Jorge Henrique chutou de longe e Rogério Ceni aceitou. Um frango, mas típico acidente de trabalho. 5 a 0.

O time tocou a bola no ataque, o São Paulo evitou o sexto gol e aos gritos de “Olé”, o árbitro, curiosamente, encerrou a partida sem dar nenhum minuto de acréscimo.

O “Showrínthians” volta a campo no meio de semana, na quarta, às 10 da madruga, para jogo difícil contra o Bahia em Pituaçu.


Fiquei sem entender

Ao final do jogo, a alegria do vestiário corinthiano era paradoxalmente oposta à tristeza no vestiário do São Paulo. Paulo César Carpegiani, que considero um bom técnico em que pese a tendência a professor Pardal, afirmou por diversas vezes que faltou “experiência” ao time do São Paulo.

Tá. E o Rivaldo no banco? Ele joga fácil no time do São Paulo e talvez tenha a experiência que faltou à equipe hoje.


Notas do Micelli

1 Julio Cesar - Mero espectador, foi bem nos poucos lances que o adversário proporcionou. Lidou bem com a questão do centésimo gol de Ceni “novamente”. Nota 7

18 Welder - Continua sendo uma grata surpresa. Foi ótimo no apoio e leva o jogo com seriedade. Dividiu uma bola na intermediária quando o jogo já estava 5 a 0. Bom jogador. Nota 7
3 Chicão - Voltou meio sem ritmo de jogo, mas não comprometeu. Nota 7
4 Leandro Castan - Anulou o ataque sãopaulino e foi o rei da bola roubada. Nota 8
6 Fábio Santos - Cumpre uma função tática importante. Os adversários não conseguem jogar pelo seu lado. Nota 7

5 Ralf - Cada vez mais comanda o meio de campo. Fez uma bela jogada de ataque e quase marca um golaço, que parou na trave. Nota 8
8 Paulinho - Mostrou o cartão de visita no começo do jogo. Começa a exercer função similiar à do Elias. Seus chutes de fora da área são fundamentais para furar a retranca adversária. Nota 8
20 Danilo - O melhor do jogo. Aos poucos vai retomando seu futebol cerebral e prova que Tite não estava errado ao insistir com sua escalação. Além de um gol antológico, deu passe para outros dois e foi fundamental na tática armada pelo treinador. Nota 10
S17 Morais - Pouco tempo. Sem nota.

23 Jorge Henrique - Volta a ter confiança no seu bom futebol. Continua com os cruzamentos precisos de sempre e foi premiado com um gol no final do jogo num “acidente de trabalho” do goleiro tricolor. Nota 8
S21 Edenílson - Pouco tempo. Sem nota.
7 Willian - Ele não marcou gols, mas infernizou a defesa do São Paulo. Foi prá cima, deu lençol, cobrou escanteios com perigo e foi muito acionado no ataque. Reclamou um pênalti que não aconteceu. Nota 8
11 Emerson - Entrou no final para colocar a bola entre as pernas do adversário. É arisco, mas falta ritmo de jogo. Nota 7
9 Liedson - Três jogos sem marcar e três gols num clássico. Mostrou frieza no primeiro gol, categoria no segundo e tranquilidade no terceiro. E poderia ter feito mais. Um espetáculo! Nota 10


SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA 5 X 0 SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 26 de junho de 2011 (domingo)
Árbitro: Rodrigo Braghetto (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e
Vicente Romano Neto (SP)

Público: 30.351 pagantes / 32.221 torcedores
Renda: R$ 955.283,00

Gols: Danilo [C] (46′); Liédson (53′, 60′, 79′) e
Jorge Henrique (82′)

Cartões amarelos: Paulinho, Liedson e Leandro Castán [C]; Carlinhos Paraíba, Rogério Ceni e Wellington [S]
Cartão vermelho: Carlinhos Paraíba [S]

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo (Morais); Willian (Émerson), Liédson e Jorge Henrique (Edenílson)
Técnico: Tite

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Jean, Xandão, Bruno Uvini e Luiz Eduardo; Rodrigo Caio, Wellington, Carlinhos Paraíba e Marlos (Ilsinho); Fernandinho (Henrique) e Dagoberto
Técnico: Paulo César Carpegiani

Ficha Técnica by Gazeta Esportiva.Net

Colocação: 2ª posição com 13 pontos (*)
Campanha: 5 J – 4 V – 1 E – 0 D – 12 GF – 3 GC – 9 SG
Artilheiros: Liédson (4 gols); Willian (3 gols); Danilo (2 gols); Chicão, Jorge Henrique e Paulinho (1 gol cada)

(*) Devido ao adiamento do jogo Santos X Corinthians pela 5ª rodada, a equipe tem um jogo a menos que os demais adversários.
___________________________________________________________________________________

Já ouviu o Podcast do Timão? Vai lá! Clique aqui!

Este e outros textos você encontra no Blog do Sylvio Micelli.
Vote no Micelli para o prêmio Top Blog 2011! Obrigado!

___________________________________________________________________________________

Uma bela sacada do site “Meu Timão“, que eu compartilho com os corinthianos do Canelada. E que os companheiros sãopaulinos saibam levar na esportiva.

7 visitantes online agora
1 visitantes, 6 bots, 0 membros
Máx. de visitantes hoje: 13 às 08:42 pm BRT
Este mês: 23 às 08-04-2017 04:34 am BRT
Este ano: 31 às 03-30-2017 10:25 am BRT
No total: 111 às 03-18-2011 02:35 am BRT